ASSOCIAÇÃO DE IMPRENSA DE BACABAL EMPOSSA NOVA DIRETORIA E LANÇA CAMPANHA CONTRA FEMINICÍDIO

Comentários 0

A Associação de Imprensa de Bacabal realizou na noite do último sábado (11) no Sitio Rei Salomão, solenidade de posse da nova diretoria da instituição que estava há mais de vinte ano desativada. A nova executiva é liderada pelo radialista e jornalista Francisco José “Casanova” da Silva que juntamente com sua equipe recepcionou os convidados durante o evento. O evento contou com a presença de profissionais da imprensa, lideranças políticas e comunitárias, além de artistas e produtores culturais.

O Prefeito Edvan Brandão que deu todo apoio à festa, declarou incentivo  à instituição numa parceria que vai garantir a execução de algumas atividades. Os eleitos forma diplomados pela assembléia e a  diretoria ficou assim constituída: Presidente: Zezinho Casanova;  Vice-Presidente: Carlos Henrique;  Primeiro- Secretário: Osmar Noleto;  Segundo -Secretário: Misael Ferreira;  Primeiro-Tesoureiro: Salomão Duarte;  Segundo-Tesoureiro: Ray Lima.

Além da diretoria executiva foi também diplomados os membros do conselho fiscal e conselho de ética.

Em Pauta – Um dos pontos abordados na posse foi o lançamento da Campanha contra o feminicídio. Idealizada  pela  Associação de Imprensa de Bacabal, a campanha mostrada pelas jornalistas bacabalense Flaydiane Lisboa, Adna Soriano e Beatriz Maria falou sobre a necessidade de se barrar a violência contra a mulher.  O  filme circulará nas redes sociais, escolas e reuniões pertinentes ao assunto em pauta.

Feminicídio significa a perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino, classificado como um crime hediondo no Brasil. O feminicídio se configura quando é comprovada as causas do assassinato, devendo este ser exclusivamente por questões de gênero, ou seja, quando uma mulher é morta simplesmente por ser mulher.

Alguns estudiosos do tema alegam que o termo feminicídio se originou a partir da expressão “generocídio”, que significa o assassinato massivo de um determinado tipo de gênero sexual. De modo geral, o feminicídio pode ser considerado uma forma extrema de misoginia, ou seja, ódio e repulsa às mulheres ou contra tudo o que seja ligado ao feminino.

A vice-prefeita Graciete Lisboa e a Jornalista Sonia Maria , hoje secretária de educação de Zé Doca, também declararam apoio à campanha em defesa da mulher. A Campanha visa também analisar como as imprensa vem tratando a questão. O Presidente Zezinho Casanova fez uma pequena explanação do Plano de Ação da instituição e conclamou todos os profissionais da imprensa a se unirem para fortalecer a classe e  sobretudo a Instituição que os representa. Informações: Blog Diário do Mearim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.