Browsing: André

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

A ex-prefeita de Bom Jardim foi condenada devido a uma fraude em um processo de licitação que envolveu mais duas pessoas e uma empresa.

A ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite da Silva, que ficou conhecida como ‘prefeita ostentação’, e outros duas pessoas e uma empresa foram condenados pela Justiça do Maranhão por improbidade administrativa referente a fraudes na licitação nº 01/2013. Foram condenados ainda Humberto Dantas dos Santos e Raimundo Antonio Carlos Mendes, além da empresa Petlas Construções e Serviços LTDA. Lidiane Leite ficou famosa pela vida luxuosa que levava sempre divulgando tudo que podia nas redes sociais, enquanto exercia o cargo de prefeita.

Todos foram condenados a ressarcir o município na ordem de R$ 915.074,57, o que corresponde ao valor do contrato investigado. Entre outras penalidades, foram condenados ainda a suspensão dos direitos políticos por cinco anos, pagamento de multa civil equivalente a duas vezes o valor do dano.

G1 tenta contato com a ex-prefeita e demais envolvidos.

A denúncia foi oferecida pelo promotor Fábio Santos de Oliveira por meio de uma Ação Civil Pública assinada em 22 de fevereiro de 2018. Nela, o Ministério Público aponta irregularidades em um processo de licitação para a contratação de uma empresa no intuito de desenvolver serviços na cidade de Bom Jardim quanto a asfaltamento, colocação de sarjetas, meios-fios e sinalização horizontal e vertical. Estes serviços nunca foram executados na cidade referente a este contrato.

Segundo o Ministério Público, Humberto Dantas era o responsável pela indicação dos participantes da Comissão de Licitação do Município, e a época, ele era companheiro da então prefeita Lidiane Leite.

Lidiane Leite, segundo o MP, sabia de todas as irregularidades, mas mesmo assim assinava os documentos para transparecer a legalidade do pregão.

Por fim, Raimundo Antonio Carlos Mendes aparece como “dono da empresa vencedora da licitação e tinha conhecimento das ilegalidades, que desrespeitaram as regras da Lei de Licitações”, concluiu o Ministério Público.

Lidiane Leite já foi condenada por outros processos e chegou até a ser presa. Ela responde ainda por processos em desvios de verbas da Educação por meio de fraudes em licitações e por irregularidades no aluguel de veículos para a Prefeitura de Bom Jardim.

Lidiane ficou conhecida como “prefeita ostentação” por exibir uma vida de luxo nas redes sociais. Ela foi condenada em março de 2017 por improbidade administrativa e em setembro teve R$ 12 milhões bloqueados por determinação judicial. Ela foi presa no dia 28 de outubro de 2015, na sede da Polícia Federal, em São Luís, depois de passar 39 dias foragida após ter a prisão decretada pela PF por suspeita de irregularidades encontradas em contratos firmados com “empresas-fantasmas”. (G1MA).

 

O Major PM Jerryslando Brito DUARTE, assumiu na última quinta-feira (14), o comando do 15º BPM da cidade de Bacabal. A passagem de comando foi presidida pelo Coronel Zózimo, comandante do CPI  (Comando do Policiamento do Interior), que no momento também responde pelo CPAI-1 (Comando do Policiamento de Área do Interior 1 ), que abrange o 15° BPM de Bacabal, 19° BPM de Pedreiras e 23° BPM de São Mateus do Maranhão.

Estiveram presentes todos os oficiais do 15° BPM, além do Major PM Ricardo, comandante  do 19° BPM de Pedreiras.

Major PM Duarte recebeu o comando das mãos do Major PM Luís Rodrigo que comandava interinamente.

É  a terceira passagem do Major Duarte por Bacabal. Sua primeira passagem foi em 1998, onde chegou como Aspirante PM, saindo Tenente. Anos depois retornou como Capitão em sua segunda temporada  e retorna, agora,  como Major em 2019 para comandar o 15° BPM.

5 vezes vereadora, 3 vezes secretária municipal, sendo 02 vezes de secretária da Mulher e 01 vez secretária de Educação de Bacabal, inúmeras vezes chefe do cerimonial do gabinete da prefeitura, 01 vez secretária de Estado de articulação dos municípios do médio Mearim, além de ter ocupado a coordenação de outros órgãos do município, a exemplo do  (Movimento de Alfabetização Brasileiro (Mobral), da Legião Brasileira de Assistência (LBA) e Comissão de merenda escolar. A propriedade deste know how público/político deu a Doralice Veloso o direito de ser nomeada pelo prefeito Edvan Brandão de Farias (PSC) secretária de assuntos políticos do município de Bacabal.

A nomeação aconteceu na quarta-feira, 07, e o ato, presidido pelo prefeito Brandão, teve a participação do controlador geral do município, advogado Emílio Carvalho, do secretário de Administração, Davi Brandão e do vereador Alberto Sobrinho (PRP), que também é advogado.

A pasta que Doralice Veloso passa a ocupar a partir de agora trabalha para estimular o bom relacionamento do governo com políticos, líderes classistas, gestores e líderes comunitários, além de a população em geral.

A principal missão de Doralice será abrir as portas do município para os Poderes Legislativo e Judiciário, outras prefeituras, governo do Estado e  de outros estados e para o governo federal. A secretaria coordena as relações com os vereadores e acompanha a execução de programas, projetos e obras no município.

Liderança emergente

Doralice Veloso da Silva é irmã do ex-prefeito José Alberto Oliveira Veloso – Zé Alberto, e tia do ex-deputado federal José Alberto Oliveira Filho – Alberto Filho. Também é avó do vereador José Alberto Oliveira Sobrinho – Alberto Sobrinho.

Sobrinho é, no momento, o único e principal representante da importante, para o segmento politico do município de Bacabal, família Veloso, a exercer um mandato eletivo. Sobre seus ombros estão depositadas todas as responsabilidades de dar continuidade a saga eleitoral da família.

Eleito vereador pela primeira vez no pleito de 2016, na composição que apoiou o prefeito cassado José Vieira Lins – Zé Vieira, Alberto Sobrinho ingressou no grupo político hoje liderado pelo prefeito Edvan Brandão nas eleições realizadas ano passado, para o mandato tampão atualmente vigente, passando a apoiá-lo.

O vereador teve papel de destaque, também, nas eleições para a composição da nova Mesa Diretora da câmara municipal acontecida recentemente. Inicialmente pleiteou a presidência da Casa. Contudo, em nome do consenso e da composição de uma chapa única, optou por concorrer ao cargo de primeiro secretário, função para a qual foi eleito.

Por sua capacidade de articulação, pelas posições que tem ocupado e por sua atuação dentro do parlamento municipal, Alberto Sobrinho é apontado como uma das lideranças políticas emergentes na política de Bacabal, lhe sendo atribuído o peso político principal na nomeação da avó Doralice como secretaria municipal.

O serviço de atendimento através do 190 do 15° BPM de Bacabal está indisponível por questões técnicas.

Enquanto perdurar esta situação a Central de Operações estará atendendo pelo contato (99) 98262-3523, até que o problema seja solucionado:

O comando do BPM pede a compreensão dos usuários  e que todos os esforços estão sendo feitos para uma melhor prestação de serviço a comunidade.

Polícia Militar

Guardiã da Sociedade

Jornalista era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM. Aeronave bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela Rodovia Anhanguera.

O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), aos 66 anos, em São Paulo.

O jornalista estava em helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via. O piloto também morreu no acidente.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo. Ele ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro (leia mais abaixo).

Boechat estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda. Ele deveria pousar no heliporto da Band, no Morumbi, Zona Sul da capital paulista.

O jornalista da TV Band, José Luiz Datena, anunciou a morte do colega às 13h51 durante programação da emissora.

“Com profundo pesar, desses quase 50 anos de jornalismo, cabe a mim informar a vocês que o jornalista, amigo, pai de família, companheiro, que na última quarta, que eu vim aqui apresentar o jornal, me deu um beijo no rosto, fingido que ia cochichar alguma coisa, e, no fim, brincalhão como ele era, falou: “É, bocão, eu só queria te dar um beijo”. Queria informar aos senhores que o maior âncora da televisão brasileira, o Ricardo Boechat, morreu hoje num acidente de helicóptero, no Rodoanel, aqui em São Paulo. Ele foi a Campinas fazer uma palestra e o helicóptero que ele estava não chegou ao seu destino, que era o heliporto da Band. Ele caiu no Rodoanel e bateu num caminhão e as pessoas, segundo informações iniciais, teriam morrido na hora”.

FOTO: MATHEUS HERRERA/ARQUIVO PESSOAL

FOTO: TV GLOBO/REPRODUÇÃO

Acidente

O chamado de socorro foi feito às 12h14. A queda ocorreu perto do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco. De acordo com a CCR Rodoanel Oeste, que administra o Rodoanel, houve uma terceira vítima com ferimentos, o motorista do caminhão.

Segundo informações iniciais, o helicóptero era do hangar Sales, no Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, que ficou destelhado após um vendaval nas últimas semanas.

Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio.

Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), começaram a investigação, que chamam de “ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-HPG”.

A ação inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos. Segundo nota, a investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

Carreira

Filho de diplomata, Ricardo Eugênio Boechat nasceu em 13 de julho de 1952, em Buenos Aires. O pai estava a serviço do Ministério das Relações Exteriores na Argentina.

Ao longo de uma carreira iniciada na década de 1970, esteve jornais como “O Globo”, “O Estado de S. Paulo”, “Jornal do Brasil” e “O Dia”. Na década de 1990, teve uma coluna diária no “Bom Dia Brasil”, na TV Globo.

O perfil de Boechat no site da Band News FM informa que ele era o recordista de vitórias no Prêmio Comunique-se – e o único a ganhar em três categorias diferentes (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Em pesquisa do site Jornalistas & Cia em 2014, que listou cem profissionais do setor, Boechat foi eleito o jornalista mais admirado. Boechat lançou em 1998 o livro “Copacabana Palace – Um hotel e sua história” (DBA).

Em pesquisa do site Jornalistas & Cia em 2014, que listou cem profissionais do setor, Boechat foi eleito o jornalista mais admirado. Boechat lançou em 1998 o livro “Copacabana Palace – Um hotel e sua história” (DBA). (G1SP).

Sábado (9), a guarnição PM da cidade de Bom Lugar-MA (15º BPM/CPAI-1), composta pelo Cabo PM  Karleno e Soldado PMCastro foi procurada pela vítima Pedro Ferreira de Araújo, que reside na Rua da Caixa, bairro Novo, informando que teria emprestado a sua moto Honda/Biz 125cc, cor Preta, placa: NHQ 5140, para o acusado James de Souza, vulgo “Conde”, (responde a dois homicídios) e o mesmo teria sumido com a sua motocicleta por dois dias.

A guarnição solicitou apoio de uma equipe da Força Tática composta pelo Capitão PM Ferreira e  ainda o  Sargento PM  Gilton e Cabo PMCarlos César, e saíram a procura do acusado. Após feitas várias diligencias a motocicleta  e o acusado (homicida de alta periculosidade) foram localizados em um povoado por nome Santa Tereza, município de Lago da Pedra.

Durante a abordagem, foi necessário o uso de algemas devido o indivíduo ter resistido à prisão.

Foi a dada a voz de prisão ao indivíduo, que foi conduzido e apresentado sem lesões corporais na Delegacia de Polícia Civil, para adoção das medidas pertinentes que o caso requer.

A motocicleta encontra-se no DPM de Bom Lugar e não pôde ser devolvida ao seu legítimo proprietário em virtude de estar sem combustível.

No vídeo logo abaixo, “Conde” ameça a vítima de morte. Ele também confessa ter assassinado uma pessoa no povoado Santa Tereza e outra em Lago da Pedra.

“Ele pode ir embora de Bom Lugar. Na hora que eu sair daqui, mato ele”, disse o conduzido. (Blog Falando Serio).

No começo da manhã da última quarta feira (6), três (3) mulheres foram conduzidas para o 1º Distrito Policial, por fazerem parte de jogos de azar conhecido na cidade como [Dois por quinhentos]. A prisão aconteceu no terminal rodoviário.

Elas são acusadas da prática de jogo de azar, considerado uma contravenção penal. O cliente ou a vítima comprava um bilhete com uma sequencia de números por R$ 2,00 e concorria a quantia de R$ 500,00.

O Serviço de Inteligência (SI) do 15º BPM de Bacabal já vinha monitorando e estudando a maneira de desarticular as conduzidas.

Talita Santos da Silva, de 19 anos, que reside no bairro da Areia; Alice Antônia Silva Castro, de 22 anos, moradora do bairro Setúbal e a Rubi Urbano, natural da Colômbia, de 44 anos.

O Tenente Marcone, que esteve a frente da operação disse que as duas jovens bacabalenses são funcionárias da colombiana Rubi, que é segundo as investigações, a chefe do jogo de azar. No local, uma residência localizada na Rua Manoel Alves de Abreu, no centro de Bacabal foi encontrado um vasto material de jogo, cadernos com anotações, dinheiro em espécie e moedas.

As três foram apresentadas na delegacia junto com todo material apreendido, para que fossem tomadas as medidas cabíveis que o caso requer. (Blog Falando Serio).

1 2 3 293