Browsing: André

As Pequenas Antilhas oferecem opções de passeio e diversão além das praias

Junte o verde intenso da floresta tropical com o tom de terra escura dos picos dos vulcões, os vermelhos, rosas e alaranjados das flores e descubra os encantos fora das águas azuis do mar

imagem158

Um azul estonteante. Camaleônico. De fazer pensar que as águas caribenhas são feitas para hipnotizar os visitantes. Resista. Não se prenda a elas. Há uma paleta de aventuras, sabores, histórias e costumes nas chamadas Pequenas Antilhas. O conjunto de ilhas dispostas em arco e próximas à América do Sul abriga picos de 18 vulcões em 700km de extensão, garantindo uma geografia acidentada. Somadas as florestas tropicais, o cenário rende roteiro diverso: cachoeira, trekking, banho termal e até turismo de observação de aves e plantas. Como os países e os territórios são pequenos, dá para combinar o deleite na terra com o no mar. Manhãs e tardes variadas. Dias inesquecíveis num mundo em que os olhos não se cansam de olhar.

imagem159

imagem160

As gêmeas vulcânicas são imponentes em Santa Lúcia. Com, respectivamente, 743 e 770 metros, os picos Petit Piton e Gros Piton emolduram boa parte dos cenários no país insular que é um pouco menor que Goiânia. E as gigantes não precisam ficar apenas na contemplação. Adeptos do trekking sobem e descem o terreno íngreme da maior delas em cerca de seis horas. No caminho, além das belezas da floresta tropical e do mar caribenho, passam por povoados surgidos no fim do século 18, quando escravos tentaram se refugiar nas montanhas.

Quem preferir poupar as pernas pode mergulhar nas águas dos pitons — de cilindro ou apenas com snorkel. O mar é quente (em média 27°C), e sobre ele também flutuam caiaques, pranchas de stand up paddle e barcos. Independentemente da escolha, prepare-se para a exuberância. Declarados Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2004, Petit e Gros têm 148 espécies de plantas, 27 de aves, 168 de peixes, além de baleias, corais, tartarugas…

A cidade de Soufriére abriga ainda o Sulphur Springs, também chamado de vulcão drive-in. Isso porque é possível passar pela cratera dele de carro e ver as piscinas de lava, donas de uma quentura e de um odor de enxofre marcantes. Se o objetivo for deixar Santa Lúcia na pele, siga para as piscinas naturais de águas quentes e lama. Mas tem que lambuzar o corpo com o barro, alertam os nativos. Rugas, flacidez e outros inimigos da beleza ficarão no Caribe.

imagem161

O momento água em Santa Lúcia pode ter glamour. Isso porque a ilha é queridinha de famosos como Mick Jagger e Oprah Winfrey, vizinhos por lá. Se a ida para os pitons for num barco, dá para mergulhar no quintal das celebridades. Ou em um cenário literalmente cinematográfico. Bem perto, está Marigot. Palco de batalhas entre ingleses e franceses numa disputa territorial que durou um século e meio, a baía de águas azuis e palmeiras espalhadas pela areia branca serviu de cenário para os filmes Doutor Dolittle e Firepower. Também é saída para passeios a pontos mais escondidos da ilha. Há ainda hotéis nas enseadas que garantem vistas similares aos registros hollywoodianos e praias praticamente desertas. A combinação tem agradado principalmente a casais em lua de mel. Pelo roteiro exclusivo, pagam diárias que chegam a custar US$ 1 mil.

Correio Braziliense

Medida também libera crédito para combate à dengue, zika e chikungunya. Texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e segue para sanção.

O Senado aprovou nesta quinta-feira (7) uma medida provisória que autoriza crédito extraordinário, no valor de R$ 37,6 bilhões, para pagamento de encargos financeiros da União e para três ministérios. A proposta já havia sido aprovada pela Câmara dos Deputados e segue agora para a sanção presidencial.

Do total de crédito autorizado, R$ 15,1 bilhões são destinados para o pagamento de passivos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O Ministério do Trabalho e Emprego recebe R$ 10,9 bilhões que deverão ser destinados ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Já ao Ministério das Cidades foi destinado R$ 8,99 bilhões para quitar dívidas do programa Minha Casa, Minha Vida.

imagem157

Na justificativa enviada ao Congresso, o governo federal explica que o repasse dos créditos atende à decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) em relação ao pagamento de passivos do governo federal a órgãos públicos.

Esses passivos, de acordo com o TCU, são as chamadas “pedaladas fiscais”, nome dado a práticas que o governo teria usado para cumprir as suas metas fiscais. O Tesouro Nacionalatrasou repasses para instituições financeiras públicas e privadas que financiariam despesas do governo, entre eles benefícios sociais e previdenciários, como o Bolsa Família, o abono e seguro-desemprego, e os subsídios agrícolas.

Os beneficiários receberam tudo em dia, porque os bancos assumiram, com recursos próprios, os pagamentos dos programas sociais. Com isso, o governo registrou, mesmo que temporariamente, um alívio no orçamento. Mas a sua dívida com os bancos cresceu.

As “pedaladas fiscais” baseiam o processo de impeachment que a presidente Dilma Rousseff enfrenta na Câmara dos Deputados. Na quarta-feira (6), o relator do caso na Comissão Especial do Impeachment, deputado Jovair Arantes (PTB-GO) apresentou parecer favorável ao processo de impeachment.

O documento ainda precisa ser apreciado pelos membros da comissão e, depois disso, pelo plenário da Câmara. Se for aprovado na Câmara, o processo será encaminhado ao Senado.

“Com a edição dessa MP, o governo assume que praticou as pedaladas fiscais”, declarou o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima(PB). Apesar da crítica, o tucano votou a favor da aprovação da matéria.

A MP pelo Senado nesta quinta também abre crédito extraordinário no valor de R$ 2,5 bilhões para o Ministério da Saúde reforçar os serviços de combate às epidemias de dengue, chikungunya e zika.

Olimpíadas 2016
Os senadores também aprovaram outra medida provisória de abertura de crédito extraordinário. A MP 710/2016 repassa R$ 1,4 bilhões aos ministérios da Justiça, Defesa, Integração Nacional e Turismo. As verbas deverão ser aplicadas a ações do governo federal nas Olimpíadas do Rio em 2016.

Portal G1

A ação violenta e criminosa em Santa Luzia do Tide que culminou com a explosão da agência do Banco do Brasil, foi alvo de duras críticas de parlamentares na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (07).

Os deputados Sousa Neto (PROS) e Edilázio Júnior (PV) novamente criticaram o sucateamento da Segurança Pública do Maranhão no Governo Flávio Dino.

Sousa Neto afirmou que a viatura da PM de Santa Luzia sequer tinha combustível para realizar uma eventual perseguição aos criminosos.

imagem155

“O assalto foi ontem pelo fato de hoje ser dia de pagamento. O curioso é que a única viatura da PM estava sendo abastecida na cidade de Pindaré e só foi abastecida graças a uma doação de combustível pela apreensão de uma quadrilha de roubo de combustível, feita pela Vale do Rio Doce. Como se pode cobrar um policial militar dessa forma? Não se tem a mínima condição de combater a criminalidade, mas no governo midiático do Flávio Dino está tudo bem”, afirmou.

O parlamentar afirmou ainda que, pela desmotivação dos militares, está existindo uma operação tartaruga em todo o Maranhão.

“Os policiais militares estão desmotivados e se sentindo enganados por um governador que prometeu a mudança e até agora a mudança que chegou foi para pior. O que está acontecendo é uma operação tartaruga em todo o Maranhão. Para quem não sabe é uma greve silenciosa da polícia por falta de condições de trabalho”, finalizou.

Quaresma – Já o deputado Edilázio Júnior satirizou o ofício encaminhado pelo Banco do Brasil ao Governo Flávio Dino pelo combate aos assaltos a bancos no Maranhão.

imagem156

“O superintendente do Banco do Brasil deveria ter mandado esse ofício era para os bandidos. ‘Senhores bandidos, quero agradecer pelo fato de vocês terem ficado em casa no período da Quaresma e não terem feito assaltos’, pois no dia que querem fazem e fazem como querem, como aconteceu em Santa Luzia do Tide, já que sabem que a Secretaria de Segurança está falida”, declarou Edilázio.

E assim segue a Segurança Pública do Maranhão, maravilhosamente no mundo virtual e sucateada na vida real.

Por Jorge Aragão

Este é o 18º ataque a agências bancárias registrado em 2016. Ação criminosa aconteceu na noite desta quarta-feira (6).

Cerca de 20 homens fortemente armados e a bordo de quatro veículos roubaram uma agência bancária, por volta das 22h desta quarta-feira (6), na cidade de Santa Luzia do Tide, a 294 quilômetros de São Luís. Os suspeitos se distribuíram pela cidade fizeram reféns, bloquearam a estrada que vem de Santa Inês e Buriticupu e trocaram tiros com a Polícia Militar.

imagem146

Segundo moradores, os bandidos as vias de acesso à cidade, onde usaram duas carretas para impedir o acesso a Santa Luzia do Tide. Depois fizeram de reféns cerca de quinze pessoas e foram até a agência do Banco do Brasil.

Depois de pegarem de realizar o roubo ao banco, os bandidos obrigaram os reféns a subir na carroceria do veículo e saem logo em seguida. A ação durou pouco mais de 30 minutos. Os bandidos fugiram em direção a Buriticupu. O Comando Tático Áereo (CTA) e reforços da PM de Pindaré e Santa Inês foram acionados para tentar impedir o roubo.

imagem145

A ação eleva para 18 o número de casos de ataques à agências bancárias no Maranhão. Já são 16 cidades atacadas por bandidos em todo o estado. Em 2015, o número de arrombamentos chegou a 60 em 52 municípios maranhenses.

 Após agradecimento

A ação dos bandidos ocorreu no mesmo dia em que o governo do Maranhão divulgou a ausência de roubos a bancos no estado durante o mês de março – fato que levou o Banco do Brasil a nota de agradecimento à Segurança do Maranhão.

Desde o ano de 2010, o Maranhão não passava um mês sem ocorrências de ataques à instituição financeira ou a postos de atendimento bancário. Em nota assinada pelo superintendente Ingo Kobarg Júnior, a instituição financeira destacou o combate às modalidades conhecidas como ‘novo cangaço noturno’ durante o mês de março de 2016, e as prisões realizadas desde o início do ano.

Municípios atacados em 2016

Na lista de cidades atacadas neste ano estão: Alto Alegre do Pindaré, Igarapé Grande, Bacuri, Maracaçumé, Icatu, Grajaú, Alcântara, Paulo Ramos, Paraibano, Araguanã, Duque Bacelar, Tufilândia, Peri Mirim, Colinas, Nova Olinda do Maranhão e agora Santa Luzia do Tide.

A última ocorrência foi registrada na madrugada do dia 6 de março no município de Nova Olinda do Maranhão, a 350 km de São Luís. Na ocasião, um grupo fortemente armados e a bordo de três veículos roubaram uma agência do Banco do Brasil.

Portal G1/MA

Foram apresentados na Delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal, por volta das 14h50, Raimundo Nonato Nunes Neto, 26, residente na Rua Djalma Dutra, Centro; apreendidos os menores ALB, 15, residente na Rua Trindade Vale, Centro; RNS, 16, morador do Jardim Valéria; LRFS, 17, Vila Coelho Dias, e MOLF, 16 anos, que reside na Rua Clores Miranda, Centro, também, em Bacabal.

Screen Shot 01-18-17 at 11.24 PM

MENORES APREENDIDOS

A senhora Deuzilandia Chanster Cutrim Frazão, ligou para o Copom do 15º BPM, pedindo orientação e ajuda, uma vez que seu filho menor de idade das iniciais LRFS teria chegado a sua casa portando um revólver, o que a deixou muito assustada.

12939303_10208924212884027_1104994997_n - Cópia

RAIMUNDO NONATO NUNES NETO

Diante das circunstâncias os policiais militares foram até a residência de dona Deuzilandia. No local apreenderam o menor e a arma de fogo, um revólver, calibre. 38 mm, de número 713204. Os policiais conversaram com o menor e começaram a diligenciar, sendo detidas as pessoas acima citadas.

Há evidencias que Raimundo Nonato Nunes, seja o proprietário da arma e quem fornecia a mesma para os menores de idade cometerem delitos. A polícia civil dará continuidade as investigações onde apurará a responsabilidade de cada envolvido nesta ocorrência.

12953046_10208924218204160_1124085980_o

ARMA APREENDIDA

Participaram da ação os Cabos PM Josidarck, Custódio e Carlos César, todos integrantes do 15º BPM.

Com informações do Sargento PM Edson Nicolau do 15º BPM/Copom.

Kaio  Gilleno Araújo dos Santos, morador do bairro Alto da Assunção; Robson Airton Silva, morador da rua Maranhão Sobrinho; e Leandro Pereira Silva, morador do residencial Terra do Sol, foram apresentados agora há pouco na 16ª Delegacia Regional de Bacabal após serem detidos por uma guarnição do destacamento da Polícia Militar, em São Luís Gonzaga do Maranhão, onde os três estavam naquela cidade, em atitude suspeita, no interior de um veículo Celta, cor vermelha.

imagem143

RÓBSON, CAIO E LEANDRO

Com eles foi encontrado 1 revólver, calibre 22, com três munições intactas e uma deflagrada.

Os três são de Bacabal e a polícia suspeita que os mesmos planejavam cometer assalto.

A guarnição policial era composta por cabo Jadson e soldados Bezerra e Roberson.

Por Sérgio Matias

Mais de 16 milhões de brasileiros adultos (8,1%) sofrem de diabetes e a doença mata 72 mil pessoas por ano no Brasil, revela um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado nesta quarta-feira (6).

Publicado em razão do Dia Mundial da Saúde, a ser comemorado hoje (7) com o lema “Vencer a Diabetes”, o relatório da OMS conclui que 422 milhões de adultos em todo o mundo viviam com diabetes em 2014, quatro vezes mais do que em 1980.

imagem142

No mesmo período, informa o documento, a prevalência da diabetes quase duplicou de 4,7% para 8,5% da população adulta, o que reflete um aumento dos fatores de risco associados, como o excesso de peso, a obesidade e a inatividade física.

No Brasil, a prevalência da diabetes é de 8,1%, ligeiramente abaixo da média mundial, e é maior nas mulheres (8,8%) do que nos homens (7,4%). O excesso de peso afeta 54,2% dos brasileiros, a obesidade 20,1% e a inatividade física 27,2. A diabetes provoca a morte de 72.200 brasileiros com mais de 30 anos e representa 6% de todas as mortes. O excesso de glucose no sangue é responsável por mais 106.600 mortes por ano no Brasil.

Portal Terra

Celular está em 80% das casas e PC, em 76,6%; dado do IBGE é de 2014. Pnad mostra que, pela 1ª vez, internet chega a mais de 50% das casas.

imagem140

Os smartphones ultrapassaram os computadores e se tornaram os aparelhos preferidos do brasileiro para se conectar à internet em 2014, mostra a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (6).

Os dados referentes a 2014 indicam ainda, pela primeira vez, que a internet chegou a mais da metade das casas brasileiras. 29,6 milhões das 36,8 milhões de casas conectadas dispõem de um telefone móvel para se conectar, o que representa 80,4% do total.

 Computadores no 2º lugar

Até 2013, o posto de dispositivo queridinho dos brasileiros para acessar a rede era ocupado pelos computadores. Mas, em 2014, o jogo virou. Presentes em 76,6% das casas, esses aparelhos caíram para a segunda colocação.

Tablets e TVs inteligentes tinham, respectivamente, 21,9% (8,1 milhões) e 4,9% (1,8 milhões) dos domicílios ligados à internet. Para esse critério, o IBGE inclui na conta todos os aparelhos de uma residência para se conectar à internet. Por isso, a soma total das porcentagens parciais ultrapassa os 100%.

Há casas que utilizam apenas um desses dispositivos online. O número das que usam só celular ou tablet já superou a quantidade das que tinham só de PCs. Em 2013, os computadores eram responsáveis exclusivos por conexões em 42,4% das casas, enquanto celulares ou tablets respondiam pelo acesso em 11,5% do total.

imagem141

Com isso, o placar da virada ficou em: TV (17,4%) x celular ou tablet (23,1%). Esse cenário se tornou realidade em 21 estados e no Distrito Federal, com destaque para o Amapá (2,1% para PCs, e 49,5% para aparelhos móveis) e menor diferença em Minas Gerais (20,4% x 23,2%).

A vitória se repete em Roraima, Amazonas, Pará, Sergipe, Piauí, Acre, Tocantins, Maranhã, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Alagoas, Goiás, Espírito Santo, Paraíba, Ceará, Bahia, Pernambuco, Rondônia e no Distrito Federal.

Onde os PCs ainda dominam?

No Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, os PCs continuam na frente.

O IBGE registrava até 2013 as conexões feitas com computador, mas a partir deste ano passou a contabilizar acessos com smartphones, tablets, TVs e outros dispositivos.

A guinada do brasileiro rumo a aparelhos móveis fez a banda larga móvel dar um salto. De 2013 a 2014, foram de 19,3% para 62,8% das casas conectadas. A banda larga fixa, que é o motor das redes Wi-Fi, também avançou e chegou a 71,9% das casas online.

Em alguns estados, a internet de alta velocidade móvel já está presente em mais casas do que a modalidade fixa. São todos os estados da região Norte, além de Alagoas, Ceará, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Sergipe, Maranhão e Piauí.

Menos de 1% com internet discada

O IBGE constatou ainda que a coexistência dos dois tipos de banda larga é observado em 35,5% dessas residências. Por outro lado, já em franco desuso, aparece a conexão discada, presente em 0,8% dos lares com acesso à internet.

Portal G1

1 236 237 238 239 240 256