Grupo quebrou forro e usou maçarico para roubar banco de Imperatriz. Polícia acredita que crime tenha sido cometido durante o fim de semana.

Uma agência bancária foi arrombada em Imperatriz durante o fim de semana. Os bandidos entraram pelo teto e abriram os cofres com auxilio de maçaricos. Nem a polícia, nem o Banco do Brasil divulgaram os valores levados na ação.

A Superintendência de Investigações Criminais (Seic) investiga o arrombamento à agência do Banco do Brasil da Rua Godofredo Viana, na Praça de Fátima, Centro. Por causa da ação criminosa, a agência não funcionou nesta segunda-feira. Também não há informação se o atendimento voltará à normalidade nesta terça-feira (12).

imagem241
Em 2015, foram registrados 60 arrombamentos em 52 municípios.Segundo dados do Sindicato dos Bancários do Maranhão foram registrados 19 ataques a agências bancárias em 18 cidades maranhenses. 

Municípios atacados em 2016

Na lista de cidades atacadas neste ano estão: Alto Alegre do Pindaré, Igarapé Grande, Bacuri, Maracaçumé, Icatu, Grajaú, Alcântara, Paulo Ramos, Paraibano, Araguanã, Duque Bacelar, Tufilândia, Peri Mirim, Colinas, Nova Olinda do Maranhão, Santa Luzia do Tide e agora Imperatriz.

A última ocorrência foi registrada na madrugada do dia 6 de abril no município de Santa Luzia, a 294 km de São Luís. Na ocasião, um grupo fortemente armados e a bordo de quatro veículos roubaram uma agência do Banco do Brasil.

Portal G1/MA

Gravação de mensagem de vice foi distribuída a peemedebistas por gafe. Assessoria disse que divulgação por Whatsapp foi ‘sem querer’ e é ‘ensaio’.

O vice-presidente Michel Temer afirmou em uma mensagem gravada distribuída para integrantes do PMDB que é preciso “um governo de salvação nacional”. Segundo ele, o momento exige a “pacificação” e a “reunificação” do país. No áudio, Temer fala como se a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff já tivesse sido aprovada pela Câmara.

ÁUDIO DO VICE-PRESIDENTE

De acordo com a assessoria de imprensa da Vice-presidência o áudio é um “ensaio” de Temer para o caso de o impeachment da presidente Dilma Rousseff vir a ser aprovado na Câmara. Conforme a assessoria, a gravação da mensagem foi uma “preparação” de Temer, que acabou divulgada “sem querer” para um grupo de Whatsapp

Mais tarde, o próprio Michel Temer deu sua versão sobre o assunto. Ele afirmou que pretendia mandar o áudio para um amigo, mas o arquivo acabou enviado para um grupo de Whatsapp.

Principais pontos

Na gravação, Temer disse que:
– Manterá programas sociais como Bolsa Família, Pronatec e Fies
– Diz que é preciso um governo de “salvação nacional”
– Defende diálogo entre os partidos
– Afirma que a Câmara decide por “votação significativa” declarar a autorização para a instauração de processo de impeachment
– Afirma que o processo de impeachment no Senado será longo

‘Reunificação do país’

“A grande missão, a partir deste momento, é a pacificação do país, a reunificação do país, é o que eu repito, o que venho pregando, como responsável por uma parcela da vida pública nacional. Devo dizer também que isso fica para – aconteça o que acontecer no futuro – um governo de salvação nacional e união nacional”, declarou Temer.

Temer inicia a gravação afirmando que se dirige ao povo brasileiro sobre alguns temas que devem ser “enfrentados” por ele. O vice-presidente destaca que deve ter “muita cautela” porque há um mês se recolheu para não “aparentar” que estaria trabalhando para ocupar o lugar da presidente Dilma.

Ao dizer que foi procurado por “muitos que estão aflitos” com a situação do país, o peemedebista monta sua fala com base na eventual aprovação do impeachment de Dilma.

“Agora, quando a Câmara dos Deputados decide por uma votação significativa declarar a autorização para a instauração de processo de impedimento contra a senhora presidente, muitos me procuraram para que desse, pelo menos, uma palavra preliminar à nação brasileira, o que faço com modéstia, cautela e muita moderação, mas também em face da minha condição de vice e naturalmente substituto constitucional da senhora presidente”, afirma Temer no áudio.

Em outro trecho da gravação, Temer diz ser preciso todos os partidos políticos estejam dispostos a “colaborar” para tirar o país da crise. Na avaliação do vice-presidente, sem a “unidade nacional”, será “difícil”.

Ao defender “diálogo” entre as legendas, Temer pede ainda “compreensão”. “E eu não vou enganar ninguém. A ideia é que teremos sacrifícios pela frente. Sem sacrifícios, não conseguiremos avançar para retomar o crescimento e o desenvolvimento que pautaram a atividade do nosso país”, diz.

O vice afirma na gravação que dizem que se “outrem assumir, nós vamos acabar com o Bolsa Família, vamos acabar com o Pronatec, vamos acabar com o Fies. Isso é falso. É mentiroso e é fruto dessa política mais rasteira que tomou conta do país. Nesse particular, quero dizer que vamos manter esses programas e, se possível, revalorizá-los”.

Processo no Senado

Tomando como base a aprovação do impeachment na Câmara, Temer afirma que o processo no Senado será “longo” e que suas palavras são “provisórias” porque é preciso aguardar a decisão dos senadores.

O vice-presidente aproveita para “prestar homenagem” ao Poder Legislativo por saber que a Câmara “debateu amplamente” o impeachment, assim como, afirmou, o Senado o fará.

Temer ressalta que não quer “avançar o sinal”, mas diz ser “evidente” que ele precisa estar preparado para enfrentar os “graves problemas que hoje afligem nosso país”.

“Os brasileiros sabem que há mais de oito ou dez meses tenho feito pronunciamentos referentes à pacificação do país, à unificação do país, porque é chocante – para não dizer tristíssimo – verificar brasileiros controvertendo entre si, disputando ideias e espaços. E quando parte para uma coisa quase física, isto não pode acontecer no nosso país”, afirmou.

Crise econômica

No áudio, o vice-presidente também fala sobre o atual cenário econômico do país. Ele declarou que é necessário retomar o crescimento – o que não pode, disse, ficar em “palavras vazias” – e afirmou ter “absoluta convicção” de que “a mudança pode gerar esperança”, atraindo investimentos nacionais e internacionais.

“Precisamos restabelecer a crença no Estado brasileiro, nas potencialidades do Estado brasileiro. Devo dizer aos que me ouvem que fiz muitas viagens internacionais no primeiro mandato [de Dilma] e verifiquei o quanto os outros países que têm muito dinheiro em suas mãos querem aplicar no Brasil. Ou seja, querem acreditar no Brasil”, disse o vice na gravação.

“O que aconteceu nos últimos tempos foi um descrédito no nosso país e o descrédito é o que leva à ausência do crescimento e faz retomar a inflação”, acrescentou.

Portal G1

Após levantamentos realizados pelo Grupo de Serviço Avançado (GSA/21º BPM/Cpam-3) sobre o tráfico de drogas na área da BR 135, por volta das 16h30, do dia 11, em diligência, perceberam um indivíduo com uma bolsa e que estava bastante desconfiado. Os policiais militares se aproximaram para que fosse procedida uma revista.

imagem232

DROGA APREENDIDA

O suspeito ao perceber a aproximação da viatura, se evadiu utilizando uma moto vermelha de placa OXR – 5626, dispensando uma bolsa que carregava. O material ao ser verificado foi constatado tratar-se de 02 (dois) tijolos de uma substância esverdeada, possivelmente, maconha, pesando cerca de 900 g.

A droga foi apresentada no 11 ° DP, São Cristóvão, para providências cabíveis.

O Grupo Tático Móvel (GTM/21º BPM/Cpam-3), por volta das 15h30, do dia 11, quando em rondas pelo Residencial 2000, BR 135, avistou alguns indivíduos em atitude suspeita. Que ao avistarem a presença da PM fugiram, arremessando um revólver no quintal de uma residência.

imagem234

TRIO APREENDIDO COM ARMA DE FOGO

Que foram perseguidos e apreendidos pela guarnição. Os apreendidos foram identificados como LPL, 15, residente no Bairro de Fátima; DSO, 17, Residencial Ribeira, e CDR, 17 anos, residente no Bairro Tajipuru, todos em São Luís – MA.

Com o trio de menores a PM encontrou 01(um) Revólver calibre. 38 mm, com 06 (seis) munições intactas. Foram apresentados na DAI para os trâmites que o caso requer.

imagem236

ARMA DE FOGO APREENDIDA COM OS MENORES

Participaram da apreensão o Sargento PM Azevedo e Soldados PM Sales, Nascimento, Penha e Cosme, integrantes do GTM/21º BPM/Cpam-3.

Cidadão poderá também fazer sugestões, críticas ou reclamações ao órgão. Para Janot, sucesso da vigilância depende do êxito das respostas do MP.

O Ministério Público Federal (MPF) lançou nesta segunda-feira (11) um aplicativo para smartphones que permite ao cidadão fazer denúncias de crimes e outras ilegalidades diretamente ao órgão.

A tecnologia, já disponível para os sistemas iOS (Apple) e Android (Google), possibilita o envio de fotos, áudios e vídeos que possam provar os delitos.

Uma função ainda a ser instalada é a geolocalização, em que o aparelho identifica o local exato onde ocorre o problema relatado, caso o usuário não saiba (caso de aldeias indígenas ou fazendas, por exemplo).

imagem229

O mesmo aplicativo serve para sugestões, críticas e reclamações sobre a atuação do MPF.

O aplicativo é uma extensão virtual das 156 salas de atendimento ao cidadão espalhadas pelo país, onde é possível fazer as denúncias fisicamente.

As procuradoras Raquel Cristina Silvestre e Lívia Nascimento Tinoco ressaltaram, na apresentação, que o objetivo é aproximar ainda mais o cidadão do MPF.

“A proposta é de parceira com cidadão e a finalidade é aumentar a fiscalização do uso do dinheiro púbico, da probidade e honestidade. É promover a inclusão. Fazer a fiscalização do dinheiro, do atendimento hospitalar que não é prestado, do serviço público que não está disponível”, exemplificou.

Presente no lançamento, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, saudou a iniciativa e disse que o sucesso do aplicativo depende das respostas que o MPF dará no cumprimento de suas funções.

“Ao passo em que facilitamos a chegada de informações ao MPF, também deveremos estar preparados para dar resposta a esse fluxo de informações que deverá vir de forma contínua e direta, espero eu”, afirmou.

Portal G1

tópicos:

Eleitores ouvidos pelo Instituto Escutec entre os dias 5 e 7 deste mês mostraram que a aprovação ao governo de Flávio Dino despencou de 77% para 50,1% desde o início da sua gestão. 44,7 % desaprovam o governo comunista.

imagem228

Não era pra menos. Os setores de Saúde e Educação são os mais frágeis da atual gestão, com demissões e perseguições. Na infra-estrutura, a parceria com a prefeitura não foi o suficiente. Mas o principal problema não foi resolvido até agora que é o abastecimento regular de água. A prefeitura da capital tem contra si a poderosa Caema que estraga as ruas da cidade e não as recupera.

Abaixo dois gráficos da pesquisa que foi registrada no TRE sob o número 01393/2016 e alcançou 1001 entrevistados:

imagem226

 

imagem227

Fonte: Blog do Luís Cardoso

O funcionário da prefeitura de Grajaú e dono do portal de notícias sediverte.com Manoel Messias Pereira, conhecido como Manoel Benhur, foi alvejado com três tiros nas proximidades da escola Hilton Nunes no bairro Canoeiro na noite de sábado (09) e, mesmo sendo atendido ainda com vida, não resistiu.

A polícia ainda não sabe quem são os autores nem se o motivo do crime; se tem relação com o trabalho que Manoel Benhur realizava em seu portal. Ele foi abordado por dois supostos assaltantes.

É o terceiro caso em menos de seis meses. Em outubro, os blogueiros Ítalo Diniz Barros, da cidade de Governador Nunes Freire e Roberto Lano, de Buriticupu, também foram assassinados.

imagem224

Informações: Aquiles Nairó

imagem197

A revista Veja, incentivadora e apoiadora do golpe, agora, conduzida pelo jornalista André Petry, publica um surpreendente editorial neste fim de semana, em que aponta os seguintes elementos:

1) O impeachment não passará na Câmara dos Deputados.

2) Não há lisura no processo que vem sendo conduzido na casa.

3) Eduardo Cunha abriu o processo por vingança, confirmando o que vem sendo dito tanto pela presidente Dilma Rousseff como pelo ministro José Eduardo Cardozo.

Eis alguns trechos:

imagem198

“Desmoralizado por propinas e contas secretas na Suíça, Cunha com sua presença, contamina a lisura do impeachment.”

“Faz parecer, como alegam petistas e sequazes, que a corrupção é apenas um pretexto para tirar Dilma do poder. Pior: deu ao governo a chance de alegar, com razão, que o processo de impeachment só foi instalado na Câmara por um ato de ‘vingança’ de Cunha. Brasília inteira sabe que, de fato, o deputado se revoltou com a recusa do PT em preservar seu pescoço da guilhotina na comissão de ética.”

“Cunha é o aliado errado. Se, por algum infortúnio, o impeachment de Dilma não prevalecer na Câmara, os políticos que aceitaram a aliança com Cunha talvez tenham algo a dizer aos milhões de cidadãos que lamentarão a derrota”.

Veja sabe que o golpe para o qual ela própria contribuiu não passará. E agora busca um culpado.

Com informações do Brasil 247

A escolha do novo prefeito de São Luís seria decidida em um segundo turno, se a eleição fosse agora. É o que revela a mais nova pesquisa do Instituto Escutec, encomendada pelo PMDB e divulgada nesta segunda-feira. De acordo com os números, é impossível prever, inclusive, quais os candidatos aptos a uma segunda rodada de votação, faltando menos de seis meses para o pleito.

imagem195

É a primeira pesquisa oficial sobre as eleições na capital maranhense divulgada em 2016. A deputada Eliziane Gama (PPS) mantém a dianteira, com índices que variam entre 21,9% e 26%, de acordo com o cenário. Ela é seguida, ora pelo também deputado federal João Castelo (PSDB), ora pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT). Castelo varia de 15,6% a 15,7% nos dois cenários em que aparece. Edivaldo, por sua vez, vai de 15,5% a 16,9% nos vários cenários.

Como a margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, significa dizer que qualquer um dos três principais candidatos podem chegar ao segundo turno ou ficar fora dele, dependendo do desenrolar da campanha. O trunfo de Eliziane em relação a Castelo e Edivaldo é o índice de rejeição. Enquanto a parlamentar apresenta 3,1% de rejeição, o tucano chega a 23,9%. E o prefeito registrou 39,3% de eleitores que não votam nele em hipótese alguma.

imagem196

Segundo pelotão

O levantamento da Escutec, que ouviu 1001 pessoas em São Luís, entre os dias 5 e 7 de abril, apresenta também um segundo pelotão de candidatos; todos com índices abaixo dos dois dígitos, mas todos com condições plenas de alcançar os líderes, levando-se em conta, principalmente, o baixo índice de rejeição de cada um deles.

Destaque neste pelotão para Wellington do Curso (PP), que registra índices que variam entre 5,5% e 8,6%, com rejeição de 1%; Rose Sales (PMB), variando entre 6,5% e 8,8%, com rejeição de 1,8%, e, sobretudo, o vereador Fábio Câmara (PMDB), que registrou índices de 5,7% e 6,6%, dependendo do cenário, com a menor rejeição dentre todos os candidatos, na casa de 0,9%.

Presente em todos o cenários, João Bentivi (PHS), registrou índices entre 1,1% e 1,8%, com índice de rejeição de 3,2%.

A pesquisa mediu ainda a intenção de votos para os candidatos Andrea Murad (PMDB), Neto Evangelista (PSDB) como substitutos de outros nomes de seus partidos, em alguns cenários. Os índices de Andrea variaram entre 3,7% e 4,2%, com índice de rejeição de 4,4%. Evangelista, por sua vez, registra 3,3% e 3,7% nos dois cenários em que aparece. Seu índice de rejeição é de apenas 0,9%.

O total de eleitores que não quiseram responder a pesquisa ou declararam não votar em nenhum candidato somaram 34,1% no maior cenário.

A pesquisa Escutec/PMDB foi registrada pelo sistema Pesqele do Tribunal Superior Eleitoral, no dia 5 de abril, sob o número MA-01393/2016.

De O Estado

1 245 246 247 248 249 268