Um aviso colado na porta do seu gabinete por um Defensor Público de Lago da Pedra, a 305 km de São Luís, chamou a atenção nas redes sociais. O comunicado diz: “O nome do Defensor Público é Renan. Não é Doutor. Não é Excelência. Não é Senhor. É, simplesmente, Renan”. A postagem teve mais de 1,4 mil compartilhamentos.

imagem011

A repercussão nas redes sociais chegou a assustar o jovem defensor público de 28 anos, Renan Barros dos Reis. “Em um primeiro momento eu fiquei confuso. Depois refleti que essa era uma atitude que devia ser normal no funcionalismo público. O respeito que nós devemos ter é pelo nosso serviço, não por uma nomenclatura”, disse.

Renan, como prefere ser chamado, explicou que colocou o comunicado na intenção de ficar mais próximo às pessoas atendidas por ele, tentando compreender melhor como eles gostariam de ser atendidos. Na sua visão, algumas nomenclaturas servem apenas para “oprimir pessoas mais humildes”.

“Na Defensoria Pública nós atendemos pessoas que não ter recursos, pessoas pobres, necessitadas, muito humildes. E elas tinham um travamento para falar. Resolvi colocar o aviso na intenção de ‘quebrar o gelo’. Isso quebrou um paradigma. Falar a linguagem deles”, contou Renan.

O dia-a-dia da Defensoria de Lago da Pedra mudou depois do comunicado. Muitas pessoas já entram rindo na sala depois de lerem o aviso na parede. E, segundo Renan, isso ajuda a conquistar a confiança delas. “Como eles entram mais descontraídos eu consigo tirar informações importantes que ajudam a própria pessoa”, disse.

Renan que é carioca e foi criado em Teresina está ocupando o cargo de defensor público em Lago da Pedra desde setembro de 2015. Sobre o futuro na carreira, ele disse que deseja continuar ajudando as pessoas. “É como uma pitada de sal em um barril de água. Pode não mudar o barril, mas muda o sabor da água”, finalizou.

‘Paletó intimida’

Outra atitude simples adotada pelo defensor foi o uso de camisetas da Defensoria Pública para atender ao público. Nas camisetas há os escritos “Você não está sozinho” nas costas, que define bem o espírito da entidade.

Inspiração

Renan prestou mais de 30 concursos públicos antes de ser nomeado na Defensoria Pública do Maranhão. Ele chegou a ser aprovado para a magistratura no Rio Grande do Norte, mas declinou do cargo por querer participar mais efetivamente da vida das pessoas.

Antes de entrar na Defensoria, Renan trabalhou por três anos como assistente de juiz. “As histórias já chegam prontas para os juízes. Decidi que queria ajudar a contar essas histórias”, disse Renan.

O jovem conta que a inspiração maior para ajudar as pessoas veio de casa, observando seus pais que sempre ajudavam ao próximo. “Sempre seguindo aquela máxima de fazer para o outro o que você gostaria que fizessem por você”, explicou.

Essência da Profissão

Para o defensor, muito mais do que compreendidas as pessoas precisam ser amadas. “As pessoas que procuram a Defensoria Pública já vem sofrendo por uma série de fatores como saúde de má qualidade, educação de má qualidade. A Defensoria Pública deve quebrar essas barreiras, atendendo bem essas pessoas”, disse.

Quem tirou a foto do comunicado e colocou nas redes sociais foi a defensora geral do Estado, Mariana Albano de Almeida. Ela disse que achava o aviso muito interessante, pois esse era o espírito da Defensoria.

Caso

Renan conta que seu jeito descontraído já deu um final diferente a algumas histórias. Certa vez, uma senhora o procurou para se separar do marido. Foi marcada, então, uma audiência de conciliação do casal. Depois de muita conversa eles chegaram à conclusão de que o que faltava na relação era diálogo. “Ali mesmo eles se deram as mãos e resolveram não se separar mais”, contou Renan. Questionado pelo G1 se a função do defensor também é ser uma espécie de terapeuta de casais, Renan riu e disse: “A função é compreender essas pessoas”.

Contraponto

Em outubro de 2015 um caso oposto também teve repercussão no Maranhão. O médico João Bentivi xingou um farmacêutico que não entendeu a letra dele em uma receita. A nova receita seguiu com a prescrição e com um bilhete para o farmacêutico, que foi chamado de imbecil e analfabeto.

“Na realidade eu tô até um pouco arrependido, porque na hora que eu fiz aquele bilhete, eu me igualei a ele. Eu de fato não deveria ter feito aquele bilhete. Mas já tá feito. E eu reitero os adjetivos postos pra ele”, disse o médico.

Chico Souza disse que desistiu da prefeitura para dedicar à advocacia.
Renúncia foi aceita e oficializada pela Câmara Municipal da cidade.

O prefeito de Santa Filomena, a 345 Km de São Luís, renunciou ao cargo nesta quinta-feira (3). Francisco de Assis Barbosa de Souza (sem partido) disse que desistiu da prefeitura para dedicar à advocacia. A renúncia foi aceita e oficializada pela Câmara Municipal da cidade. O vice-prefeito, Manoel Barbosa de Souza Neto, que é irmão de Francisco Souza, assumiu a prefeitura.

Segundo o político, a decisão de sair da prefeitura já havia sido acordada com seu irmão. Francisco Souza deixou o cargo para assumir a procuradoria-geral do município. “O vice é meu irmão. Isso já estava combinado com ele. Nós temos uma deficiência jurídica no município e como eu sou advogado, vou me dedicar a isso”, disse.

No Código Eleitoral Brasileiro não há nenhum artigo que impeça a eleição de dois irmãos na mesma chapa.

 (Do G1/MA).

Davi, que significa “o amado”, “querido”, “predileto”, foi o mais famoso Rei de Israel, conhecido por ter muitos dons e, especialmente, por ter derrotado o gigante Golias enquanto era ainda adolescente. Esse nome também carrega o sentido de pessoa por quem se sente muita afeição e, que desta forma, é capaz de se distinguir entre os outros.

imagem009

Por isso, talvez não seja por acaso que o nosso pequenino Davi Luís Fernandes, de apenas 9 meses de vida, já esteja enfrentando sua primeira grande batalha. Ele é filho do casal Letícia & Ruan, famosos por formarem uma dupla sertaneja (mas que canta diversos estilos) que se apresenta em Bacabal e em todo o Maranhão.

Lamentavelmente, a felicidade que havia tomado conta do casal com a chegada do primogênito, nos últimos dias não tem sido a mesma. Após exames de rotina realizados no hospital UDI, em nossa capital, a criança foi diagnosticada com uma forma grave de epilepsia – Sindrome de West – que recebe o nome em homenagem ao médico inglês William James West (1793-1848), que foi quem primeiro descreveu a síndrome em 1841.

imagem010

A doença é relacionada com a idade, geralmente ocorrendo entre o terceiro e décimo segundo mês. Possui diversas causas, sendo geralmente causada por disfunções orgânicas do cérebro cujas origens podem ser pré-natais, perinatais (causadas durante o nascimento) ou pós-natais. A sua prevalência é de cerca de 1 em cada 4000 ou 6000 nascimentos. Estatisticamente os meninos são mais afetados que as meninas, numa taxa de dois meninos para cada menina.

Tratamento clínico

O tratamento pode interromper o quadro convulsivo, porém só deve ser feito sob rigoroso controle médico e monitoramento cardiopediátrico, já que os corticoides não agem apenas no sistema nervoso central, mas em todo o organismo da criança, inclusive em seu sistema imunológico. De acordo com médicos especialistas, há casos em que a resposta terapêutica pode aparecer em até 48 ou 72 horas após aplicação de uma primeira dose do Hormônio Adrenocorticotrófico (ACTH), podendo haver uma possibilidade de reaparecimento de crises nos casos considerados mais graves e da extensão e gravidade da lesão cerebral associada.

“Amigos de Davi”

No Brasil, esse tratamento é feito no Hospital Sírio-Libanês, instituição que reúne profissionais especializados e oferece um cuidado altamente direcionado às necessidades de cada paciente. É com esse objetivo que foi criada em Bacabal uma campanha solidária – Amigos de Davi – visando angariar fundos para custear as despesas com o tratamento do pequeno Davi no Estado de São Paulo.

Uma legião de amigos, fãs da dupla Letícia & Ruan e até desconhecidos, estão unindo esforços e, através das redes sociais, no corpo a corpo e por diversos meios, convocando outras pessoas a também ingressarem nessa luta.

A ajuda financeira pode ser feita de várias formas.

Depósito bancário.

Banco Bradesco

Conta Corrente – 597455-0

Agência – 1062-6

Favorecida – Letícia Fernandes Oliveira

Droga seguia de Goiânia (GO) a Imperatriz (MA), onde seria distribuída.
Um dos suspeitos já foi preso em 2008 por integrar quadrilha de assaltos.

Em operação realizada durante toda essa quarta-feira (2) pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) apreendeu 20 kg de crack, além de 2,5 kg de cocaína e 3 kg de maconha prensada no sudoeste do Maranhão. A carga estava no interior de um caminhão que seguia de Goiânia (GO) a Imperatriz (MA). A apreensão foi feita próximo ao destino em Estreito (MA), a cerca de 125 km de Imperatriz.

imagem007

Foram presos transportando a droga Manoel Henrique Neto e Wanderley Silva Lima. Segundo a Polícia Civil, Manoel Henrique já foi preso em 2008 por integrar uma quadrilha de assaltos a instituições financeiras nos estados do Piauí e Maranhão, e cumpriu pena de 10 anos de reclusão no Presídio da Papuda, em Brasília (DF).

imagem008

A dupla foi autuada em flagrante na sede regional da Senarc de Imperatriz e vai ser encaminhada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA). (G1/MA).

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) condenou, na sessão do Pleno desta quarta-feira (02), a ex-prefeita de Nina Rodrigues, Iara Quaresma do Vale Rodrigues, ao pagamento de débito no valor de R$ 494,3 mil mais multas no total de R$ 51 mil. Débito e multas são decorrentes do julgamento irregular das contas da Administração Direta (Gestão) da ex-prefeita relativas ao exercício de 2011.

Também foram rejeitadas as contas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), com multa de R$ 26 mil. Foram julgadas regulares com ressalvas as contas do Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS), com multa de R$ 2 mil. Cabe recurso da decisão.

imagem006

Débito semelhante coube ao ex-prefeito de Mirador, Pedro Gomes Cabral, condenado à devolução de R$ 434,8 mil, e ao pagamento de multas no total de R$ 143 mil. O gestor foi responsabilizado na condição de ordenador de despesas do Fundo Municipal de Saúde (FMS), exercício de 2008, julgado irregular pelo Tribunal devido a dezenas de irregularidades. O Tribunal também rejeitou as contas do Fundeb, do mesmo exercício, condenando o gestor ao pagamento de R$ 122 mil mais multa de R$ 19,8 mil. Cabe recurso.

(Por Neto Ferreira)

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu negar, ontem (3), provimento a um agravo regimental interposto pelo governo Flávio Dino (PCdoB) e manteve a validade de todas as decisões favoráveis em ações de cobrança do reajuste de 21,7% dos servidores estaduais maranhenses.

A decisão se deu por maioria, nos termos do voto do relator do caso, ministro Celso de Melo – vencido o voto do ministro Marco Aurélio Mello.

imagem005

O julgamento pelo plenário encerra de vez a polêmica em torno da ADPF nº 317, por meio da qual o governo tentava cortar o reajuste dos servidores.

Agora, o comunista aposta todas as suas fichas numa ação rescisória julgada procedente pelo Tribunal de Justiça do Maranhão em setembro de 2015 (reveja). Ocorre que, agora, com a decisão do Supremo embasando os argumentos dos servidores, é provável que os sindicatos recorram até a instância máxima para manter os salários atuais.

Histórico

A saga dos servidores maranhense pela manutenção do reajuste de 21,7% começou há um ano e meio.

Em julho do ano passado (reveja) o ministro Celso de Mello já havia negado, em decisão monocrática, conhecimento ao agravo regimental interposto pelo Executivo e mantido sua decisão, proferida em dezembro do de 2014, garantindo o reajuste de 21,7% a servidores de níveis médio e fundamental do Executivo, do Judiciário e do Ministério Público do Maranhão.

Para quem não lembra, o aumento foi dado aos funcionários não alcançados pela Lei nº 8.369/2006, que dispõe sobre a revisão geral anual dos servidores do Estado, garantindo 30% a mais nos salários dos servidores de nível superior, mas apenas 8,3% nos de nível médio.

A lei foi considerada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça, que determinou, em ações isoladas protocoladas por sindicatos e trabalhadores, a implantação da diferença de 21,7% nos salários.

Recursos

Em 2014, ainda no governo Roseana Sarney (PMDB), já se havia tentado barrar o reajuste linear, por meio da Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) nº 317.

Nela, o governo alegou que, apesar de ter adotado índices de reajuste diferenciados, a Lei nº 8.369/2006 tem sido invocada por servidores que se dizem prejudicados e que, por isso, pleiteiam a aplicação do percentual de 21,7%.

Sustentou que as decisões judiciais favoráveis a esses servidores “estão a causar sérios danos de impacto orçamentário ao Estado”, e violam os princípios da legalidade, moralidade administrativa e da separação de Poderes.

Mas Celso de Mello rejeitou o trâmite da ação em dezembro daquele ano.

No dia 3 de fevereiro de 2015, o governo Flávio Dino, por meio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), protocolou o agravo regimental  definitivamente arquivado ontem (reveja). (Por Gilberto Léda)

Mãe, eu dou graças a Deus por sua vida,  e por aprender tanto com seu amor de mãe. Creio que Deus sempre tem grandes bênçãos para sua vida, pois você tem sido uma mulher fiel, cheia de fé e com o coração repleto de amor.

Você tem andado com paciência buscando sempre o melhor para a sua vida. Deus tem guardado seus passos, tem sustentado sua fé e esse amor é repassado. Eu sinto isso porque sou fruto doseu amor, sou parte da sua história, um pedaço do seu mundo e um sonho que se realizou na sua vida.

IMG-20160303-WA0339

Que Deus lhe conserve assim; especial, amiga, mãe e serva desse Deus que pode todas as coisas. Amo muito você, e não tenho dúvidas de que sua capacidade de ser exemplo de amor continuará vencendo os limites do tempo. Feliz aniversário a essa mãe maravilhosa!

Que o céu cubra você de bênçãos como recompensa pelo coração bondoso que existe no seu peito! Parabéns, minha mãe!

Sinceros votos dos filhos: Orleane, Irleana e Raimundo Júnior.

Foi apreendido na Rua Jura Filho, Vila Pedro Brito, por volta das 21h30, 01 (um) revólver, calibre. 38 mm, com 05 (cinco) munições intactas e 01 (uma) deflagrada. A arma foi encontrada em posse  de Paulo José Ramos.

FOTO ILUSTRATIVA

Policiais Militares do 15º BPM foram verificar denuncia feita via Copom, que endereço acima citado, uma pessoa estaria armada, fato logo comprovado. Paulo José foi preso por porte ilegal de arma de fogo e apresentado no 1º DP para as providencias que o caso requer.

Com informações do Cabo PM Janilson do 15º BPM/Copom.

1 264 265 266 267