ESSA É BOA: DOS 361 PRESOS QUE SAÍRAM, OS QUE VOLTAREM RECEBERÃO ‘DIPLOMA’

Comentários 0

imagem050

“Tem preso que já saiu dezesseis vezes. Sai e volta, sai e volta”. Esta afirmação é da juíza Ana Maria Almeida Vieira, titular da 1ª Vara de Execuções Penais – VEP, declarada hoje ao se manifestar sobre a saída temporária concedida a 361 presos que cumprem pena em regime semiaberto e que apresentam bom comportamento carcerário.

Esse total de apenados está livre desde a manhã desta quinta-feira (5) até a próxima quarta-feira (11) por conta da saída temporária do Dia das Mães.

Conforme afirmou a magistrada, de fato alguns voltam, mas outros não e até reincidem no mundo do crime, embora ela não associe a taxa de evasão a cada saída com um possível aumento de ocorrências cometidas pelos beneficiados.

O interessante é que aqueles que saem e retornam recebem durante cerimônias realizadas pela VEP na Penitenciária de Pedrinhas um ‘DIPLOMA’, uma espécie de prêmio ao apenado.

“A Lei de Execuções não prevê apenas punições para os que não retornam, mas também recompensas para os que cumprem o estabelecido”, disse a juíza Ana Maria.

Ela afirma ainda que: “muitas pessoas criticam a concessão do benefício, mas não sabem o que é. Não têm parente preso. Quando têm, mudam totalmente o posicionamento. Preso é gente. Cometeu um crime, mas foi julgado. Está cumprindo pena”.

O fato é que a saída temporária jamais foi vista de forma positiva pela sociedade civil que se sente ameaçada com a possibilidade de se tornar vítima de um desses rescindentes do crime.

A sensação de insegurança tem incomodado toda a população e isso fortalece as críticas sobre o benefício gerando polêmica em comunidades.

Blog do Minard

Deixe uma resposta