PREFEITO DE BACABAL DESISTE DA REELEIÇÃO E DISPARA CONTRA JOAO ALBERTO E ROBERTO COSTA. VEJA O VÍDEO

Comentários 0

A decisão do pecuarista José Alberto Veloso de desistir de concorrer à reeleição para prefeito da cidade de Bacabal foi tomada na manhã de ontem (27) depois de analisar juntamente com o “Guru” Gilberto Lacerda, uma pesquisa de opinião pública.

A medição serviria para confirmar uma anterior que mostrava o prefeito numa situação terrível, sem conseguir alcançar sequer dois dígitos de popularidade. O outro lado da pesquisa é a rejeição à administração, beirando a casa dos 70 por cento.

Disparando contra o Carcará, Roberto Costa e o filho de João Alberto

Não é novidade para ninguém, as ingerências e maquinações do senador João Alberto e do deputado estadual Roberto Costa para inviabilizarem a administração de José Alberto. No entanto, aquilo que os observadores políticos viam e comentavam, nunca foi denunciado pelo próprio prefeito.

Quando o deputado Roberto Costa comprou uma casa em Bacabal, para se fixar na cidade e alavancar o projeto de uma pré-candidatura a prefeito, ficou mais evidente a intenção de não caminhar junto com o prefeito José Alberto. Somente o próprio prefeito não admitiu isso. Decidido a não ser candidato José Alberto abriu os olhos e tem disparado contra o trio : João Alberto – Roberto Costa – João Marcelo.

É esse fator que demonstra a impossibilidade de uma aliança daquilo que resta do grupo de Zé Alberto com o grupo do senador João Alberto.

Consequência de uma gestão desastrosa

Apesar de afirmar no vídeo distribuído pela sua assessoria que “politica ninguém larga ela cem por cento, política fica dentro do sangue” e que “procurei fazer o melhor por toda a população de Bacabal”, a decisão do prefeito Zé Alberto é a prova de que ele não conseguiu imprimir uma marca forte como característica da sua administração.

Apesar da tentativa de apresentar uma conotação de desprendimento, a decisão de desistir do direito de ser candidato à reeleição é antes de tudo a demonstração de um fracasso,  a única alternativa para evitar um desgaste maior.

Vereadores liberados e correndo pra todo lado

Para se ter uma ideia sobre o cenário decadente da gestão atual, basta ver o grupo que dava sustentação ao prefeito na Câmara e que é composto por 13 vereadores. Desses, boa parte já flertava nos bastidores com outros grupos. Não é arriscado afirmar que desses vereadores, 6 já estão conversados e talvez com o martelo batido para apoiarem o grupo do pré-candidato José Vieira Lins. Publicamente, o prefeito José Alberto liberou os edis de qualquer compromisso político. Vivem agora o tempo de murici, onde cada um cuida de si. (Por Louremar Fernandes).

VEJA A ENTREVISTA:

Deixe uma resposta