TEMPO CURTO PARA CÉSAR BRITO

Comentários 0

Politicamente as coisas vão de mal a pior para o empresário César Brito. Aliado do governador Flávio Dino na ultima eleição estadual pensava em despontar como uma liderança no município de Bacabal o que acabou não acontecendo. Mais uma tentativa estava em meta. As eleições 2016.

De olho na prefeitura de Bacabal começou cedo a campanha e como a distancia era enorme acabou perdendo força e ficou pelo caminho, mesmo estando presente em quase todos os eventos como patrocinador.

Screen Shot 07-28-16 at 05.37 PM

Um dos seus últimos atos foi integrar uma união chamada de consórcio que já está no seu segundo episódio.  No primeiro sentados a mesma mesa estavam os ex-prefeitos José Vieira (PP) e Raimundo Nonato Lisboa (PRTB), o deputado estadual Carlinhos Florêncio (PHS), vereador Florêncio Neto e outros nomes em prol da candidatura de José Vieira. Daí então deu-se início a uma grande ciumada, todos querendo ser  o vice do “velhinho”.

De um lado o deputado Carlinhos Florêncio tentando emplacar o seu filho como vice. César Brito que até chegou a ser nome certo para a vaga começou a perder  força e prestígio dentro do grupo, onde o ex-prefeito Dr. Lisboa  também  barganhava a vaguinha para o sua ex-esposa Graciete.

Vendo a briga acirrada o até então coordenador do “consórcio” Dr. Lisboa caiu fora, pelo menos momentaneamente, enquanto César Brito começou a flertar com outros grupos, inclusive do senador João Alberto.

Com  a desistência anunciada de concorrer a reeleição, José Alberto Veloso fechou mais uma alternativa de fuga para César Brito,   restando agora apenas lutar com unhas e dentes para ser o vice de José Vieira ou apoiar a contragosto Florêncio Neto ao cargo que almejava.

Para não ficar totalmente fora da disputa ainda tem a opção de rumar para as bandas do Carcará que já avisou: “quem vier vai ter que declarar oposição ferrenha ao governador Flávio Dino”, criando mais um imbróglio para César Brito que tem poucas horas para tomar uma decisão. E agora César?

Deixe uma resposta