POR FALTA DE MÉDICOS O SAMU DE BACABAL PARALISA AS SUAS ATIVIDADES

Comentários 0

logomarca_samu

Em reunião que aconteceu na manhã deste domingo (16) os funcionários do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ) de Bacabal, decidiram parar as suas atividades  por tempo indeterminado. O Samu de Bacabal há tempos vem enfrentando vários problemas que vão desde a falta de estrutura ao atraso de pagamentos.

Porém, o estopim, foi a falta de médicos. O Samu de Bacabal há mais de uma semana trabalhava sem o auxílio dos médicos que já haviam paralisado as suas atividades. Os atendimentos estavam sendo feitos apenas por enfermeiros que estavam encontrando dificuldades como ocorreu no início da madrugada de hoje, no atendimento a Ângelo Ribeiro da Silva, assassinado nas imediações do bar do Caroço.Neste caso, especificamente, e em outros de alta complexidade,  o atendimento é feito por uma USA (Unidade de Serviço Avançado) e com a presença de um médico.

samu

FOTO ILUSTRATIVA

Os serviços de atendimento pré-hospitalar móvel, denominados Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e acionados por telefonia de discagem rápida (número 192), conhecidos como Samu 192, foram normatizados no Brasil a partir de 2004 pelo decreto presidencial nº º 5.055, de 27 de abril de 2004. Caracterizam-se por prestar socorro às pessoas em situações de emergência, nas cenas em que esses casos ocorram, garantindo atendimento precoce, adequado ao ambiente pré-hospitalar e ao acesso ao Sistema de Saúde.

Com a palavra a direção do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Bacabal.

O número para atendimento do Samu de Bacabal no momento é (99) 9 8260 8815 (TIM), uma vez que o 192 não está funcionando.

Deixe uma resposta