SARNEY QUER MANTER “O ESTADO DO MARANHÃO” NAS BANCAS

Comentários 0
sarney1

JOSÉ SARNEY

O ex-senador José Sarney não quer se desfazer do jornal O Estado do Maranhão. Funcionando no vermelho, o periódico é o canal mais utilizado pelos interesses políticos do grupo liderado pelo ex-presidente.

Acompanhado pelo ex-deputado Paulo Marinho e por um grupo de empresários do Piauí, o empresário Fernando Sarney visitou as dependências do sistema de comunicação pertencente à família na semana passada e manifestou o desejo do pai em não se desfazer do título.

Fernando Sarney teria declarado que pela vontade do pai, enquanto vivo, o jornal continuará circulando.

No início da década de 70, o ex-governador José Sarney comprou as ações de Magno Bacelar, sócio do também ex-governador Alberto Aboud no jornal O Dia. Com o poeta Bandeira Tribuzzi, deu continuidade ao jornal mantendo o título funcionando na rua de Santana. Atravessou a ponte do rio Anil e mudou o título para O Estado do Maranhão.

Antes dominando o mercado, principalmente junto às classe A e B, o jornal não ultrapassa em vendas a marca de oito (8) mil exemplares aos domingos. O retorno das bancas cresce a cada dia.

Há anos o empresário Fernando Sarney reclama da receita do jornal, fermentada pelos recursos da publicidade oficial do Estado durante toda a era Roseana Sarney. Sem as verbas publicitárias do governo do estado, o definhamento do caixa é percebido pelo enxugamento da folha de pessoal e subsequentes cortes em benefícios mínimos. (Blog Marrapá).

 

Deixe uma resposta