BOM LUGAR COLABORA PARA O RECORDE DE VÍTIMAS DE HOMOFOBIA NO PAÍS

Comentários 0

Bom Lugar, no Maranhão, está entre os 168 municípios brasileiros com vítimas fatais de homofobia, segundo levantamento realizado pelo Grupo Gay da Bahia, GGB). No Brasil são mais de 5 mil municípios. O mesmo relatório aponta São Luís como a cidade de menor índice de crimes desta natureza na proporção de um crime para cada grupo de cem mil pessoas. Os gays e transexuais são as maiores vítimas no país.

O levantamento aponta ainda que em 2016, o número de mortes de pessoas do grupo LGBT no Brasil alcançou recorde. Foram assassinados 343 pessoas lésbicas, bissexuais, gays, transexuais e travestis. Há 37 anos o grupo levanta dados relativos à vítimas fatais de homofobia.  Desde o ano 2000 os números têm desenhado uma curva ascendente. No ano passado, segundo dados do GGB, foram oito as vítimas fatais de homofobia no Maranhão.

O grupo acusa a ausência de registros oficiais como elemento que colabora indiretamente para esconder o problema. A sugestão é de que haja centralização dos dados para que os números oficiais contribuem para desenhar estratégias de combate e prevenção de crimes.

Depois do Centro Oeste, é no Nordeste onde ocorre os maiores índice de homicídios envolvendo pessoas do grupo LGBT. Perde para a região Norte, líder nacional. O Sudeste tem a menor incidência de crimes homofóbicos, com 1,19 para cada grupo de um milhão de habitantes. Porém, em números absolutos São Paulo lidera o ranking com 49 assassinatos em 2016. (Blog Marrapa).

Deixe uma resposta