PROVA DE CONCURSO DA PM-PI É ANULADA APÓS VAZAMENTO DE QUESTÕES E PRISÃO DE CANDIDATOS

Comentários 0

O comandante da Polícia Militar, Carlos Augusto, informou que a nova prova deve ser aplicada no prazo de 30 dias.

O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) decidiu anular a prova objetiva para o concurso da Polícia Militar do Piauí após a prisão de 12 candidatos suspeitos de tentativa de fraude. A decisão foi tomada no final da manhã desta segunda-feira (22) depois de uma reunião com a Secretaria de Segurança e Comando Geral da PM. Segundo o presidente do Nucepe, Pedro Júnior, há fortes indícios de que questões da prova de português vazaram.

O comandante da Polícia Militar, Carlos Augusto, informou que a nova prova deve ser aplicada no prazo de 30 dias. O comando vai se reunir com a Nucepe para definir a data e a intenção é manter as demais etapas e edital inalterados. Para a reaplicação das provas não serão reabertas as inscrições do concurso e os candidatos inscritos são mantidos, com exceção dos suspeitos de fraude que foram eliminados do certame.

“Vamos fazer uma força tarefa com o Nucepe para elaborar a prova. Novas medidas de segurança serão adotadas, inclusive internas, para evitar novas fraudes. O importante aqui é para os demais candidatos que se prepararam e também tiveram prejuízos, mas prejuízo maior seria continuar com algo que teve suspeita de fraude logo no início. Vamos repetir as provas quantas vezes forem necessárias”, enfatizou Carlos Augusto. (G1 Piauí).

 

Deixe uma resposta