PERMANÊNCIA DE JOÃO ALBERTO NO COMANDO DO PMDB GERA CRISE NO GRUPO

Comentários 0

Podem até negar, mas é fato. A permanência do senador João Alberto no comando do PMDB do Maranhão gerou crise dentro do grupo Sarney.

A decisão de permanecer o senador partiu da Executiva Nacional do partido. A princípio – era o que se comentava nos bastidores, a ex-governadora Roseana Sarney que ia ser a presidente estadual da legenda.

A reviravolta aconteceu em razão da declaração do senador Edison Lobão, que falou para imprensa que vai tentar renovar o mandato.

A declaração de Lobão despertou interesse em João Alberto de também tentar à reeleição ao Senado. Na presidência do PMDB, é ele quem vai comandar o processo eleitoral das próximos eleições.

E justamente isso deixou o deputado federal licenciado e ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, com uma ‘pulga atrás da orelha’.

Sarney Filho já lançou sua pré-candidatura ao Senado. Aos próximos, ele tem dito que não abre mão. Ocorre que João Alberto pode atrapalhar seus planos e seu sonho de anos em ser senador.

Vai sobrar para o ex-presidente José Sarney resolver essa situação para que a chapa do grupo em 2018 seja logo definida: Roseana Sarney (Governo), Edison Lobão (Senado) e Sarney Filho ou João Alberto (Senado). (Por Luís Pablo).

Deixe uma resposta