DR. WALTERSAR CARNEIRO, SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE BACABAL APRESENTA CERTIDÃO NEGATIVA DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO E GARANTE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO ATÉ O DIA 5 DE AGOSTO

Comentários 0

O Dr. Waltersar Carneiro, atual secretário de educação de Bacabal, depois de ser acusado em um canal de televisão local  de não ter a sua prestação de contas do ano de 2013 aprovada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), quando ocupava o mesmo cargo na gestão do prefeito José Alberto Veloso conseguiu junto ao mesmo órgão uma certidão que o inocenta de todas as acusações das quais foi injustamente acusado.

A certidão emitida em 23 de Julho o Tribunal de Contas do Estado (TCE), diz não ter em seus registros nenhuma conta julgada irregular em nome de Waltersar José de Mesquita Carneiro, confira abaixo.

“Sou filho de Bacabal.  Tenho raízes e família nesta cidade. Jamais aceitaria qualquer irregularidade em minha gestão, pois cada centavo da educação sempre foi e será gasto com a educação. O relatório do Tribunal de Contas do Estado está ai para que todos possam ver e conferir a verdade”, disse o secretário.

DR. WALTERSAR CARNEIRO

O professor Waltersar,  também afirmou  que na sua gestão como secretário municipal de educação, não haverá distinção entre efetivos e contratados todos serão tratados igualitariamente  e receberão os seus salários no mesmo dia, ou seja, até o dia 5 do mês subsequente, mas, é intenção que todos os servidores da educação sejam pagos até o último dia do mês em vigor como forma de valorização do profissional.

Com relação ao mês de junho que está atrasado  o Dr. Waltersar Carneiro garantiu que a prioridade  agora é o pagamento dos servidores e que  todo o recurso do Fundeb, deste mês serão usados para honrar este compromisso. Será pago o mês de julho, isto é fato e caso haja recurso suficiente o mês em atraso (junho), mas, não sendo possível o pagamento integral do mês em atraso, uma parte será paga, incluída no mês de julho e que é prioridade pagar o atrasado no menor espaço de tempo possível.

Todas as reuniões feitas até agora com entidades representativas como sindicados dos professores, funcionários públicos, conselho do Fundeb e Conselho Municipal de Educação  o Dr. Waltersar Carneiro teve a preocupação de mostrar a todos os extratos bancários, justamente, para evitar qualquer má interpretação da sua gestão, onde todos viram a real situação orçamentária  da sua pasta.

Ainda com relação ao pagamento da 1ª parcela do 13º salário que geralmente era incorporada ao pagamento de junho, o secretário disse que juridicamente esta parcela pode ser paga até novembro e a 2ª parcela em dezembro, porém, havendo recursos suficientes  a 1ª parcela será creditada aos servidores da educação.

 

Deixe uma resposta