EM MÊS DE RECESSO, DEPUTADOS CONTRATAM 124 ASSESSORES

Comentários 0

Perto de finalizar mandatos e com o congresso sem atividades, parlamentares nomeiam novos assessores com salários de até 15 mil reais

A menos de um mês para o fim do atual mandato, deputados federais que não se reelegeram nomearam 124 assessores para trabalhar em seus gabinetes na Câmara. Das contratações, 74 delas foram feitas por suplentes que assumiram seus postos no início do mês e ficarão só até o dia 31 de janeiro no cargo. As nomeações foram publicadas nas edições do Diário Oficial da União (DOU) do dia 2 até sexta-feira.

O PLENÁRIO DA CÂMARA VAZIO DURANTE SESSÃO ORDINÁRIA (DESTINADA A DEBATE, SEM VOTAÇÃO) – 03/03/2008 (WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL)

No curto período em que ficarão lotados nos gabinetes, os assessores não terão muito trabalho, pois a Câmara está em recesso, sem atividades ou votações em plenário e em comissões. A maioria dos deputados está fora de Brasília. Nesta época, é comum parlamentares darem férias para os funcionários e manterem uma estrutura mínima na Casa para serviços como atendimento ao público.

Como o cargo de secretário parlamentar é de confiança, cada deputado é livre para escolher quem quiser. Cada parlamentar pode nomear até 25 assessores para trabalhar em Brasília ou em seu Estado, com salários entre R$ 980,98 e R$ 15.022,32.(Veja Online).

Deixe uma resposta