MATADOR DO JORNALISTA DÉCIO SÁ VOLTA A SER JULGADO AINDA ESTE MÊS

Comentários 0
O acusado de assassinar o blogueiro e repórter do O Estado, Décio Sá, Jhonathan de Sousa Silva, vai ser julgado nesta segunda-feira, 9, no Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau, pela morte do presidiário Alan Kardec Dias Mota. Segundo a polícia, o crime ocorreu durante o banho de sol, no dia 7 de janeiro do ano passado, na Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 4, em Pedrinhas.

O julgamento vai ser presidido pelo juiz do 1º Tribunal do Júri da capital, Osmar Gomes. No decorrer da sessão, o magistrado vai ouvir as testemunhas, o acusado e, logo após, será aberto para a defesa e os representantes do Ministério Público fazerem as alegações finais. Somente após esta etapa é que o juiz vai pronunciar a sentença.

Assassinato

A polícia informou que no dia 7 de janeiro do ano passado, Jhonathan Silva feriu o peito de Alan Kardec com um pedaço de ferro, que revelou ter retirado do banheiro da unidade prisional. A vítima foi levada ao Hospital Municipal Socorrão II, localizado na área da Cidade Operária, mas chegou sem vida.
Alan Kardec, de acordo com a polícia, era apontado como fundador da facção Bonde dos 40, com forte atuação na capital. Em janeiro de 2014, ele chegou a ser transferido com outros oito detentos para um presídio federal, em Mato Grosso.

Já Jhonathan Silva cumpre pena pela morte de Décio Sá, que foi assassinado no dia 23 de abril de 2012, na avenida Litorânea. Ele foi condenado em júri popular, em fevereiro de 2014, pelo 1º Tribunal do Júri de São Luís, a 25 anos e três meses de prisão, como sendo o executor do crime.

Fonte: O Imparcial

Deixe uma resposta