SARGENTO PM BRITO DO 15º BPM DE BACABAL, MINISTRA PALESTRA NO CENTRO DE RESSOCIALIZAÇÃO DE PIRATININGA. O EVENTO FEZ PARTE DO PROJETO ‘NOVA VIDA, NÃO ÀS DROGAS”

Comentários 0

Como parte do projeto “Nova Vida, não às Drogas” o Sargento PM Giozane Lima Brito, integrante do 15º BPM da cidade de Bacabal, ministrou no último dia 20 de setembro, na parte vespertina, no Centro de Ressocialização de Piratininga (Bacabal), palestra sobre o uso das drogas e as suas consequências no convívio social e familiar. Foi a primeira vez que um integrante da polícia militar do Maranhão, ministrou palestra aos apenados daquela Unidade Prisional. Doze internos assistiram atentamente a apresentação do Sargento PM que discorreu sobre vários temas referentes às drogas lícitas e ilícitas.

O Projeto “Nova Vida, não as Drogas” visa oportunizar o processo de conscientização dos internos (as) sobre os efeitos nocivos que a droga causa a pessoa em todas as áreas da vida, buscando reduzir os efeitos da abstinência do consumo de Crack e outras drogas nos presídios bem como contribuir com o processo de reintegração social do (a) interno (a) usuários de algum tipo de droga. O objetivo visa ainda a realização de reuniões com grupos de usuários de álcool, crack e outras drogas e principalmente de preparar o interno para o retorno ao convívio familiar.

A Proposta do Projeto “Nova Vida, não as Drogas” é tratar da dependência do uso das drogas, dentro das Unidades Prisionais do Maranhão, por meio de um tratamento especifico, reestruturar a saúde física, emocional e social, combater a discriminação e propagação das drogas bem como fortalecer e restabelecer os vínculos entre os internos (a) e seus familiares.

“Para mim e também para a nossa Briosa Polícia Militar é muito importante este convívio, esta aproximação, até porque mostra a estas pessoas que a polícia militar também faz parte desse contexto de recuperação deste público, que não atua tão somente na repressão, uma vez que a maioria dos apenados cometeram seus atos infracionais quase em sua totalidade,  sob o efeito de substancias entorpecentes”, disse  o Sargento PM Brito.

Deixe uma resposta