PIRÂMIDE FINANCEIRA: 16ª DRPC DE BACABAL CUMPRE MANDADO DE PRISÃO EM ZÉ DOCA-MA. O PRESO É SUSPEITO DE PERTENCER A UMA QUADRILHA ESPECIALIZADA EM APLICAR GOLPES EM VÁRIOS ESTADOS BRASIILEIROS. UMA PESSOA TAMBÉM FOI PRESA NO RIO DE JANEIRO. O GRUPO AINDA PLANEJAVA SE FORTALECER POLITICAMENTE NO MARANHÃO

Comentários 0

O delegado regional de Polícia Civil, titular da 16ª DRPC, com sede na cidade de Bacabal-MA, desde as primeiras horas da madrugada de hoje (10), esteve no município de Zé Doca-MA, distante 240km, da capital, São Luís, para dar cumprimento a alguns mandados de prisão naquela região. A missão foi desencadeada pela polícia civil do estado do Rio de Janeiro, que visa prender criminosos nos estados do Rio, São Paulo, Brasília e Maranhão. No Rio de Janeiro, já na manhã desta quinta-feira (10), foi preso o empresário Raniel Cardoso dos Santos. A quadrilha usava dinheiro de empréstimos para usar com pirâmide, aplicando golpes em servidores públicos, militares e aposentados. A justiça também determinou o bloqueio de R$ 50 milhões dos suspeitos.

A ação está sendo conduzida conjuntamente pela Superintendência de Polícia Civil do Interior, com apoio da Superintendência de Polícia Civil da Capital, e pelo DGCOR-LD (Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro) da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Também há participação da Coordenadoria de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil do Distrito Federal e da Polícia Civil de São Paulo.

CHARLEYLSON BEZERRA DA SILVA

O repórter e ancora Romário Alves, único representante da imprensa maranhense, acompanhou tudo de perto.

O esquema envolvia promessas de altos ganhos em aplicações que não existiam. As vítimas eram orientadas a contrair empréstimos em bancos ou instituições de crédito regulares e repassar esse valor à quadrilha. O dinheiro, porém, afirma a polícia, era gasto em viagens e jamais retornava.

MATERIAL APREENDIDO EM POSSE DE CHARLEYLSON

A operação busca ainda outros cinco suspeitos e cumpre 36 mandados de busca e apreensão em endereços em São Paulo, Brasília e Maranhão. Na cidade de Zé Doca, na operação comandada pelo delegado Carlos Renato, com o apoio da regional de Zé Doca, coordenada pelo delegado Jader Alves foi preso Charleylson Bezerra da Silva que estava com uma arma, calibre .20mm, irregular.

Ainda são procurados na operação: Antônio Bruno Cardoso dos Santos; Gabriel Almeida Piquet de Oliveira; Laylson Santos dos Santos; Luana Cardoso dos Santos; Luciene Assunção da Silva;

Segundo informações da  polícia a quadrilha de Roniel iludia as vítimas com “aplicações no agronegócio”, cuja rentabilidade era garantida por “fazendas no Maranhão”, só que dinheiro das vítimas, no entanto, era gasto em viagens para a própria quadrilha.

RANIEL CARDOSO DOS SANTOS (PRESO NO RIO)

Os criminosos usavam as empresas Gold Assistência Pessoal Eirele, RC Assistência Pessoal Eirele, Reali Promotora Assistência Pessoal Eirele e Fênis Eirele para que as vítimas, principalmente servidores públicos, fizessem empréstimo consignado. Em seguida, os estelionatários ofereciam pagamento pelos parcelamentos. Os valores eram de 10% a 20% do valor total da dívida. Também alegavam que o dinheiro seria investido em agronegócio.

De acordo com a Polícia Civil, apenas uma das vítimas depositou R$ 100 mil na conta de uma das empresas. Ao menos 200 pessoas caíram no golpe. A polícia obteve informações sobre a movimentação financeira dos investigados por meio de relatórios de inteligência do Conselho de Controle de Atividade Financeira (Coaf).

Segundo as investigações, o grupo também planejava se fortalecer politicamente no Maranhão. Parte do dinheiro do golpe era investido no lançamento de candidaturas a cargos eletivos, com a finalidade de se beneficiar financeiramente e dar respaldo e imunidade à quadrilha.

Todos os envolvidos vão responder por Associação criminosa; Estelionato; Crime contra a ordem econômica e das relações de consumo e Lavagem de dinheiro.

Mais detalhes com o âncora Romário Alves, programa Bandeira 2 (TV Difusora/Bacabal), de segunda a sexta-feira, às 06h45.

Deixe uma resposta