LAGO VERDE, MA: UMA CIDADE EM COMPLETO ABANDONO

Comentários 0

O descaso continua em Lago Verde. Além da má administração que atinge a população em todos os setores, em especial os funcionários efetivos e contratados, onde boa parte estão sem receber os seus vencimentos, o lixão toma conta da cidade, inclusive no centro. Segundo denúncias na praça Zé Reinaldo, a principal da cidade a sujeira é desde a época das festas juninas há quatro meses. A falta de limpeza e recolhimento do lixo é mais um problema enfrentado pela população lagoverdense.

Há informações de falta de manutenção em prédios públicos, inclusive em colégios, creche inacabada e alguns povoados isolados por falta de ponte que a prefeitura teria iniciado e não concluiu, tudo com a conivência de 11 vereadores que a tudo assistem de braças cruzados e não se manifestam diante dos desmandos. A população pergunta: “ a quem recorrer?”. A prova do descaso chega ao ponto de ainda existirem vários prédios públicos com a logomarca da administração anterior.

Os moradores dos povoados Nova Olinda, Centro dos Constâncios, Campo Achado, Saco Fundo e outros estão sofrendo com o isolamento total.

O que não falta em Lago Verde é sujeira. Porcos e jumentos nas ruas convivendo com a população com grande risco de contaminação entre os moradores.

Além de causar danos ao meio ambiente, o lixo também é responsável por causar doenças nos seres humanos. O lixo se torna uma espécie de abrigo para germes, insetos, parasitas e pragas urbanas, como ratos, pombos, baratas, moscas, além de agentes que podem causar infecções como vermes, vírus, bactérias e fungos.

As principais doenças causada pelo lixo, mais precisamente pelo seu acúmulo, seu descarte inadequado e sua falta de tratamento são: febre tifoide, tétano, dermatite de contato, hepatite A, cólera, febre, dentre outras.

Com a palavra a assessoria de comunicação da prefeitura da cidade de Lago Verde – MA.

Deixe uma resposta