MARANHÃO SE APROXIMA DOS 100 CURADOS DO NOVO CORONAVÍRUS, APONTA BOLETIM DA SES

Comentários 0

Informação foi divulgada pela SES, na noite desta quinta-feira (15), mostra que o Maranhão teve mais nove pessoas recuperadas da Covid-19.

O número de pessoas curadas do novo coronavírus no Maranhão segue bem maior do que o número de pessoas mortas. Nesta quinta-feira (16), mais nove pessoas foram recuperadas, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES). No mesmo boletim, os mortos divulgados foram três.

Ao todo, o Maranhão já teve 96 pessoas que conseguiram se recuperar da Covid-19. Por outro lado, a SES confirmou que 40 pessoas morreram por conta da doença no estado.

FOTO: DIVULGAÇÃO/GOVERNO DO ESTADO

O boletim da secretaria informa ainda que mais 171 pacientes estão em tratamento em hospitais públicos e privados, sendo que 103 estão internados em enfermarias e 68 estão em leitos de UTI. Ao todo, 797 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus no Maranhão, segundo a SES.

 Casos públicos

Um desses pacientes curados da Covid-19 é o Laércio, que estava internado no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís. Em um vídeo postado nesta sexta-feira (10) pelo secretário de Saúde, Carlos Lula, o paciente aparece sendo aplaudido por vários profissionais de saúde durante a sua saída do hospital.

“Aproveitei o máximo da competência de vocês [profissionais de saúde]. Para quem está nessa situação, aguarde. Seu dia vai chegar. Nós estamos com fé”, declarou.

Outro paciente já recuperado da doença é o médico Cláudio Barros, de 28 anos, que estava internado no Hospital Universitário Presidente Dutra, em São Luís.

Em um vídeo, Cláudio é aplaudido no corredor por técnicos em enfermagem, enfermeiros, médicos e funcionários que deram assistência para ele durante seu período de internação. Na imagem, ele segura uma placa com a frase ‘Eu fui curado do Covid-19′, graças a todos vocês, obrigado’.

Ficar em casa

 Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. (G1MA).

Deixe uma resposta