DENÚNCIA: ALGUMAS FARMÁCIAS DE BACABAL EM ÉPOCA DE PANDEMIA AUMENTAM PREÇOS DE MEDICAMENTOS EM ATÉ 300% (TREZENTOS POR CENTO)

Comentários 0

Têm muitas pessoas ganhando muito dinheiro com a pandemia do coronarírus, explorando a população de Bacabal. Agora são algumas farmácias que aumentaram os preços de alguns medicamentos em até 300% (trezentos por cento). O medicamento que mais aumentou de preço foi a azitromicina, antibiótico usado no tratamento de várias infeções bacterianas. Entre as indicações mais comuns estão o tratamento de otite média, faringite estreptocócica, pneumonia, diarreia e usado no tratamento do Covid-19. As denúncias surgem de todos os lados, em especial em desfavor das farmácias e drogarias localizadas no Terminal Rodoviário e agora, também, algumas do centro da cidade. Azitromicina com preços que variam de R$ 15,00 a 30,00 reais, estão sendo vendidos até a R$ 100,00 reais, contrariando todas as normas do Procon e em total falta de ética e respeito para com os consumidores.

O aumento abusivo no preço de produtos, ou seja, a venda por um preço muito acima do praticado naturalmente no mercado sem justificativa, é uma infração ao artigo 39 da Lei Federal nº 8.078/90, do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

É de suma importância que estes consumidores exijam o cupom fiscal, o documento que serve também como nota fiscal para documentar e comprovar uma transação comercial realizada entre estabelecimento e consumidor final. Além da importância para a comprovação da venda para varejistas e clientes.

O Blog do André Araújo a partir de hoje, tem uma pessoa infiltrada que estará fazendo compras em várias farmácias e pedindo o cupom fiscal, que servirá  para  uma denúncia consistente junto ao Procon de Bacabal e delatar os nomes dessas empresas para que a sociedade tenha conhecimento.

Deixe uma resposta