BACABAL: A DERROTA DO DR. JOÃO ALBERTO DE SOUZA

Comentários 0

“Te aquieta João, te aquieta João, te aquieta João”. Esse foi a frase mais dita ao ex-senador João Alberto de Sousa (MDB), quando anunciou o desejo de ser vereador em Bacabal. Muito espirituoso e decidido Dom João não deu ouvidos e optou mesmo por encerrar a sua carreira política com vereador na sua Bacabal. João Alberto galgou todos os cargos possíveis e imagináveis da vida pública, deputado estadual, deputado federal, vice-governador, governador, senador e prefeito de Bacabal, um homem  realizado ou quase realizado politicamente. É inegável o amor e carinho que João Alberto tem por Bacabal, isto ninguém pode negar. É fato. Mesmo sendo oriundo de São Vicente Ferrer adotou e foi adotado por Bacabal. Dr. João não precisava mostrar mais nada a ninguém.

João Alberto foi deputado estadual pelo Maranhão no período de 1971-1975 ;  Deputado federal pelo Maranhão, nos períodos de 1979-1987 e 1995-1999; foi prefeito de Bacabal no primeiro semestre de 1989, sendo substituído pelo vice Jurandir Ferro do Lago (Im Memorian); duas vezes vice-governador nos períodos de 1987-1990 e 2009-2011; foi governador do Estado do Maranhão no período entre  1990-1991 e finalmente Senador da República  nos períodos 1999-2007 e 2011-2019.

Pertenceu aos seguintes partidos: ARENA (1970-1979); PDS (1980-1985); PFL (1985-1994) e MDB (1994-presente). Um político conhecido nacionalmente.

Mais o que teria levado a derrota do Dr. João Alberto ao cargo de vereador de Bacabal?

Vários fatores, senão vejamos: o enfraquecimento  a exaustão do seu grupo político liderado pelo ex-presidente José Sarney e Roseana Sarney; o fim do seu mandato como senador da República; as mudanças no perfil dos eleitores. Os eleitores fiéis do senador pertenciam a velha guarda da política estadual e local, onde a maioria já morreram e os descendentes tomaram outros rumos. O fim das práticas dos votos carretilha, curral eleitoral e voto de cabresto. O avanço da tecnologia e o principal.  a onda do “já ganhou”.

Mesmo antes da derrota ao cargo de vereador em Bacabal, João Alberto já dava sinais de cansaço político. Perdeu todas as eleições municipais com os seus candidatos contra o ex-prefeito José Vieira Lins. Foi derrotado em 1996, quando apresentou Jura Filho com candidato a prefeito. Derrotado em 2000, quando foi a vez de dona Taugi Lago perder e novamente em 2004, desta vez com Serafim Reis disputando o cargo executivo de Bacabal e por último em 2016 quando Zé Vieira venceu o deputado estadual Roberto Costa.

Em um áudio gravado pelo ex-senador é possível sentir na voz e nas palavras a decepção por sua não eleição. Em tom de despedida da vida pública, Dr. João Alberto disse não culpar ninguém, mas, queria ter sido validado como vereador para continuar tendo voz ativa e assim, angariar recursos  para Bacabal.

Um dos pontos que pode ter influenciado para a sua não eleição foi muito bem frisado pelo político que foi a onda da deposição judicial do prefeito Edvan Brandão do cargo para como possível presidente da câmara assumir a prefeitura, versão veementemente descartada pelo ex-senador, isso tudo acrescido de uma assessoria que não atentou para a onda: “o senhor já tá eleito”, “pode ficar despreocupado”, “vai ser o mais votado”, “vai ter voto que gente besta não conta”, “pode deitar e dormir despreocupado”, “uma vaga já é sua”, e o pior foi que o experiente político por algum motivo embarcou na onda.

No fundo, Dr. João merecia sim, encerrar a sua carreira como sempre sonhou: vereador na cidade de Bacabal, mas, infelizmente as urnas disseram não, o que não diminuiu em nada a sua importância e o respeito que Bacabal sempre terá pelo Carcará, João Alberto de Souza.

ESCUTE:

Deixe uma resposta