ALVO DE OPERAÇÃO CONTRA QUADRILHA DE ASSALTOS A BANCOS É MORTO NA BAHIA; PF E SSP CUMPREM MANDADOS. MARANHÃO NA MIRA

Comentários 0

Três mandados foram cumpridos dentro do presídio da Mata Escura, em Salvador; um homem é procurado no Maranhão. Essa é segunda fase de operação que prendeu três pessoas em Salvador, em 1º de janeiro.

Um homem suspeito de envolvimento em ataques a agências bancárias foi morto durante uma operação contra uma quadrilha que praticava assaltos a bancos, deflagrada pela Polícia Federal (PF) e Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) na manhã desta quarta-feira (6), em Salvador.

Mandados de prisão, busca e apreensão são cumpridos na Bahia e no Maranhão. Segundo a SSP-BA, o suspeito morto foi encontrado em um esconderijo no bairro do São Gonçalo do Retiro. Ele teria resistido à prisão e atirado contra os policiais, que revidaram.

O homem chegou a ser socorrido para um hospital, mas não resistiu. Uma pistola, carregador, munições e drogas foram apreendidos com ele. Três dos mandados de prisão foram cumpridos dentro do Complexo Penitenciário de Mata Escura, também na capital baiana.

Esse trio estava preso desde o dia 11 de dezembro, após tentar roubar um carro-forte. A SSP-BA informou que mesmo no presídio, os homens continuavam dando ordens para os assaltos. Ainda não há detalhes sobre o total de mandados, mas um homem é procurado na cidade de Pedreiras (MA).

Ainda nesta quarta-feira (6), também foram apreendidos dois veículos, roubados pela quadrilha, e utilizados nos ataques às agências bancárias. Os carros foram encontrados no bairro de Pirajá, também em Salvador.

Atuação

Essa é a segunda fase de uma operação deflagrada na virada do ano, quando quatros pessoas, também investigadas por assaltos a instituições bancárias de Salvador, foram presas em 1º de janeiro, no bairro de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas.

Durante essa prisão, dois suspeitos fizeram uma criança de 11 anos refém. O menino, que é autista, foi liberado pelos homens pouco tempo depois, sem ferimentos. No momento da ação, o grupo criminoso comemorava o réveillon em uma casa de luxo alugada.

A Polícia Federal detalhou que os investigados fazem parte de uma quadrilha responsável pelos ataques recentes na capital baiana. Segundo a PF, essas pessoas atuavam durante a madrugada, arrombando e usando explosivos para ter acesso ao dinheiro.

Na primeira fase da operação, a PF informou que o grupo foi responsável pelos assaltos de agências bancárias nos bairros de Castelo Branco e Fazenda Grande do Retiro, em dezembro, além de Porto Seco Pirajá, em outubro.

Além da PF, participam da operação equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Comando de Operações Policiais Militares (COPPM), Centro de Operações Especiais (COE), Comando de Policiamento Especializado (CPE) Choque e Operação Gêmeos. (G1BA).

Deixe uma resposta