CASO NATASHA NASCIMENTO: ACUSADAS DA MORTE DE TRANSEXUAL BRUTALMENTE ESPANCADA SÃO JULGADAS NO MA

Comentários 0

As duas mulheres acusadas da morte da transexual Natasha Nascimento, brutalmente espancada após voltar de uma festa, serão julgadas na manhã desta quarta-feira (2), no Fórum do município de São Luís Gonzaga do Maranhão, na região do Médio Mearim.
O julgamento deveria ter ocorrido em maio deste ano, mas foi adiado. De acordo com o juiz Diego Duarte de Lemos, o advogado de defesa das rés não compareceu à sessão alegando problemas de saúde. Então, a Justiça nomeou um advogado substituto para evitar que ocorresse um novo adiamento.

As duas mulheres que vão a julgamento ficaram presas durante oito meses e aguardam a audiência em liberdade. De acordo com as investigações, elas são as autoras do crime. O homem que, segundo polícia, seria o dono da motocicleta usada por elas no dia do assassinato, foi condenado por crime de trânsito e já cumpriu a sentença.

Entenda o caso

O crime aconteceu em 2020. Natasha Nascimento foi espancada por cinco pessoas enquanto passava pela BR-316, na altura de São Luís Gonzaga. Ela teve seis costelas quebradas, o maxilar deslocado e várias fraturas pelo corpo.

Natasha ficou internada por duas semanas no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

A mãe de Natasha, Delsina Nascimento, relatou que a filha sempre enfrentou desafios por conta da orientação sexual e que temia pela segurança da família. (G1MA).

Deixe uma resposta