HOMEM ACUSADO DE MATAR COMPANHEIRA NO MARANHÃO É PRESO NO PARÁ

Comentários 0

Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, 29, uma ação conjunta entre as policias civis do Maranhão e do Pará conseguiu cumprir um mandado de prisão preventiva contra o principal suspeito de cometer um crime de feminicidio, ocorrido no dia 30 de junho deste ano, na cidade de Bom lugar, distante 279 km de São Luís. O investigado, identificado como José Antonio Silva de Sousa, vulgo “Henrique”, que estava foragido, foi localizado e preso na cidade paraense de Jacundá.

Segundo as investigações, após chegar de uma festa, o investigado começou a agredir a vítima, identificada como Francisca Costa da Silva, com golpes de faca. A mulher gritou por socorro e foi encontrada no fundo do quintal de casa ensanguentada, na presença das filhas do agressor.

A vítima foi socorrida pelos vizinhos e levada à Unidade Básica de Saúde (UBS) de Bom Lugar, sendo transferida para um Hospital da cidade de Bacabal, onde ficou internada até o dia 6 de julho. No entanto, ela não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Na semana passada, após a expedição do mandado de prisão contra o agressor, a Polícia Civil do Maranhão divulgou um cartaz pedido informações que levassem paradeiro do investigado.

Nessa segunda (28), a Polícia Civil maranhense recebeu uma informação precisa apontando a localização do criminoso, e com apoio da Polícia Civil do Pará, conseguiu executar o mandado de prisão.

Na ocasião, o preso ainda foi autuado em flagrante pelo crime de posse irregular de arma de fogo, pois com ele, os policiais apreenderam uma arma de fabricação caseira.

Agora, “Henrique” deve aguardar um parecer do judiciário que trata de sua transferência para o sistema prisional maranhense.

Segundo a investigação, José Antônio Silva de Sousa, também conhecido como “Henrique”, na noite do crime, saiu com sua companheira, Francisca Costa da Silva, acompanhados do casal de testemunhas para uma festa que acontecia na localidade.

No decorrer da festa, conforme a polícia, o foragido teria repreendido Francisca, por ela estar vestida como uma blusa que mostrava os ombros. Ele, então, passou a insultá-la, mas, no fim da noite, retornaram juntos para casa.

Ao chegarem na residência, após um intervalo de tempo de dez minutos, “Henrique” teria começado a agredir a companheira, que gritou por socorro. As testemunhas ouviram os apelos da vítima e foram até a casa, onde a encontraram no fundo do quintal, ensanguentada, nas presenças das filhas do agressor (de nove e dez anos de idade). Conforme as informações, as enteadas tratavam Francisca como mãe.

As testemunhas prestaram socorro à vítima, que foi levada à UBS de Bom Lugar, e em seguida transferida para o Hospital Laura Vasconcelos, em Bacabal. No entanto, ela não resistiu aos ferimentos provocados por várias facadas e foi a óbito no dia 06 de julho de 2023.

Após as agressões, o investigado fugiu do município, levando consigo duas espingardas e a faca utilizada no crime. Segundo informações colhidas pela família da vítima, ele se encontrava escondido na casa de parentes, no lugar conhecido por Pedra do Salgado, no município de Vitorino Freire. Em seguida, conseguiu se evadir do estado. (Jornal Pequeno).

Deixe uma resposta