O Instituto Nacional de Câncer (INCA) aponta que o tabagismo é considerado o maior fator risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Sob a perspectiva da promoção da saúde, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) vem desenvolvendo e apoiando ações de controle do tabagismo e medidas com foco na redução da morbimortalidade relacionada ao consumo do tabaco. No Encontro Participativo e Avaliativo do Controle do Tabagismo, o Departamento de Atenção à Saúde do Adulto e Idoso reuniu, nesta terça-feira (15), representantes de 16 municípios maranhenses, na sede da SES, em São Luís.

A chefe do Departamento de Atenção à Saúde do Adulto e Idoso da SES, Claudiana Miranda Cordeiro, acredita que, com a descentralização e oferta de serviços, a estratégia de combate ao tabagismo é mais eficiente no estado.  “Com a descentralização, conseguimos expandir mais a oferta de consultórios instalados dentro das Unidades Básicas de Saúde existentes no Maranhão. Tanto prova que, em 2019, conseguimos alcançar todas as 19 Unidades Regionais de Saúde do estado, ainda que não em todos os municípios, por enquanto. Assim, vamos intensificar o monitoramento nestes consultórios, ao mesmo passo que precisamos aumentar a rede assistencial aos tabagistas”, explicou.

A cobertura do programa para tratamento para cessação do tabagismo no Sistema Único de Saúde (SUS) está presente em 16 cidades maranhenses com Consultórios do Tratamento do Fumante para Controle do Tabagismo. São elas: Bacurituba, Viana, Centro do Guilherme, São José de Ribamar, Pirapemas, Vitória do Mearim, Raposa, Maranhãozinho, Trizidela do Vale, Presidente Vargas, São Luís, Chapadinha, Balsas, Vargem Grande, Arari e Coelho Neto.

Desde 2017, quando foi implantado o Programa de Controle do Tabagismo no Maranhão, havia 30 pessoas em tratamento. Em 2018, o primeiro quadrimestre registrou 141 pessoas no programa; seguido de 282 e 414 pessoas, respectivamente, no segundo e terceiro quadrimestre.

Segundo dados do Programa de Controle do Tabagismo, o primeiro quadrimestre de 2019, correspondente aos meses de maio a agosto, 188 pessoas buscaram tratamento para parar de fumar, sendo que 84 são do sexo masculino e 104 do sexo feminino.

Maria Luiza Nunes, enfermeira do Programa Municipal de Controle do Tabagismo de Balsas, registrou avanços na adesão ao tratamento no município. “Desde 2017, quando iniciamos os trabalhos, nossa média de atendimentos foi de 200 pessoas, o que ainda é pouco se comparado a extensão do município de Balsas. Nosso foco agora é capacitar mais pessoas para aumentar o número de ex-tabagistas”, afirmou.

A técnica do Departamento de Atenção à Saúde Mental da SES, Arlete Penha Cutrim, destacou o papel da rede de apoio institucional e familiar no combate ao tabagismo. “Além dos consultórios, temos também os Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, tanto do estado como nos municípios. Qualquer pessoa em tratamento precisa ter o suporte da família e não apenas da assistência médica e farmacêutica. A partir desta rede de apoio em especial, será possível tratar tanto o tabagismo como os problemas que desencadearam o vício”, observou.

Segundo o Departamento de Atenção à Saúde do Adulto e Idoso da SES, o Programa de Melhoria e Acesso a Qualidade (PMAQ) ampliou a adesão dos municípios ao tratamento do tabagismo. A aquisição de medicamentos é feita por meio do FormSUS, serviço do DATASUS para a criação de formulários na WEB, destinado ao uso do Sistema Único de Saúde e de órgãos públicos parceiros.

Tratamento

Atualmente, mais de 90% dos municípios maranhenses oferecem atendimento a tabagistas. Em São Luís, o tratamento para fumantes está disponível no Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD Estadual); Centro de Saúde AMAR; Centro de Saúde Salomão Fiquene; Centro de Saúde Clodomir Pinheiro Costa e Centro de Saúde São Raimundo. (Fonte: ma.gov.br).

“Quem matou o meu Pai?? Quem mandou matar o meu Pai??”, questiona acusado em carta pública a barracordenses

Em carta pública emitida nesta quinta-feira (17), Manoel Mariano de Souza Júnior, o Júnior do Nenzim (PV), negou que tenha assassinado – o mandado assassinar o próprio pai, o ex-prefeito Manoel Mariano de Souza, o Nenzim.

Júnior passou pouco mais de um ano e meio preso, como principal suspeito do crime, e foi posto em liberdade após decisão das Câmaras Criminais Isoladas do Tribunal de Justiça do Maranhão (reveja).

No documento, ele se diz “suspeito por pura exclusão” e questiona quem matou e que mandou matar o líder político da cidade.

“Não foi possível descobrir quem são os verdadeiros responsáveis pelo assassinato do meu Pai. Mas o representante do Ministério Público, o Promotor de Justiça, se manifestou pelo minha pronúncia, para eu ser julgado pelo Júri Popular, uma vez que no Inquérito da Polícia havia outro suspeito,que seria o vaqueiro da fazenda, de nome LUIZÃO, relatando ser este o executor do disparo que culminou com a morte do meu Pai, fato totalmente FANTASIOSO”, escreveu.

Leia abaixo a íntegra.

1. Primeiramente quero agradecer a minha esposa e meus filhos e aos Amigos Barracordense, não citarei nomes porque, com certeza, iria esquecer alguns, principalmente aqueles que sempre acreditaram na minha inocência. Agradecimento ao empenho dos Advogados da minha Defesa, os Doutores Adriano Wagner Cunha, Jeasy Nogueira, Costa Sobrinho e Carlos Moraes, Gustavo Andrade.

2. Amigos, o que eu mais gostaria nesta vida, neste momento de profundo sofrimento, seria a elucidação do assassinato do meu saudoso Pai, pois, até o momento, continuo como o principal suspeito por pura EXCLUSÃO, uma vez que a investigação policial não conseguiu elucidar o assassinato do meu pai e a pergunta que fica, até o momento: quem matou o meu Pai?? Quem mandou matar o meu Pai?? Assim como no decorrer da Instrução Criminal, perante o Juiz, Promotor e os Advogados da Defesa, não foi possível descobrir quem são os verdadeiros responsáveis pelo assassinato do meu Pai. Mas o representante do Ministério Público, o Promotor de Justiça, se manifestou pelo minha pronúncia, para eu ser julgado pelo Júri Popular, uma vez que no Inquérito da Polícia havia outro suspeito,que seria o vaqueiro da fazenda, de nome LUIZÃO, relatando ser este o executor do disparo que culminou com a morte do meu Pai, fato totalmente FANTASIOSO.

3. Quero informar a todos os amigos e familiares que o Promotor de Justiça se manifestou pelo meu pronunciamento, para ser julgado pelo Júri Popular, assim como pelo pronunciamento do Vaqueiro Luizão, mas o Magistrado IMPRONUNCIOU o Vaqueiro, uma vez que no decorrer da Instrução Criminal não houve qualquer indício de ter aquele vaqueiro qualquer vínculo com o assassinato do meu Pai, contudo, o mesmo Magistrado achou que havia indício de que eu tivesse envolvimento com o assassinato do meu Pai, assim me pronunciando para ser julgado pelo Júri Popular. Mas AFIRMO A TODOS QUE NÃO TENHO QUALQUER ENVOLVIMENTO NO ASSASSINATO DO MEU PAI. Durante esses mais de 630 dias preso, somente tive uma conclusão, que me tiraram os meus dois maiores bens: o primeiro para a eternidade, o meu PAI e o segundo por um prazo de 630 dias, a minha LIBERDADE.

4. A mídia vem sempre me colocando como principal suspeito pelo assassinato do meu Pai, ainda, informando que sempre me mantive calado. Tenho a dizer que nunca me mantive calado, pois fui interrogado pela Autoridade Policial, o Delegado de Polícia, aqui na Barra do Corda e em São Luís, relatei que eu não tenho qualquer envolvimento com o assassinato do meu Pai, assim com, fui interrogado pela Autoridade Judiciária, o Juiz da 2ª Vara do Fórum desta cidade, quando, também, relatei que eu não tenho qualquer envolvimento com o assassinato do meu Pai. Então jamais me calei e jamais dei versões diferentes da primeira versão. Sempre dei o mesmo relato. Repito que o meu maior desejo é ver o crime que culminou com a morte do meu Pai ELUCIDADO, ESCLARECIDO E OS VERDADEIROS CULPADOS JULGADOS, CONDENADOS E PRESOS.

5. Se há uma pessoa que tem interesse no desfecho do assassinato do meu Pai, SOU EU, não para vingança com as próprias mãos, mas para ver a justiça sendo feita e uma vez provada a minha INOCÊNCIA. Mas se DEUS quiser os verdadeiros autores e mandantes do assassinato do meu pai irão aparecer

6. Para finalizar quero agradecer a todos e solicitar que façam uma oração em memória do meu pai rogando para que os principais culpados pelo seu assassinato apareçam e que inocentes não sejam culpados por aquilo não cometeram.

Barra do Corda, em 17 de outubro de 2019

Manoel Mariano de Sousa Filho (JÚNIOR DO NENZIN)

Informações: Gilberto Leda.

Dimas Araújo foi atingido a tiros na manhã desta quinta-feira. Motivo do crime seria desentendimento relacionado à própria feira.

O administrador do Mercado Municipal da Cohab, em São Luís, Dimas Garcia Araújo, de 39 anos, foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (17) na área da feira. A Polícia Militar chegou ao local logo após o crime. Segundo testemunhas, um feirante identificado como Nilson foi quem matou Dimas.

De acordo com informações de testemunhas, Dimas foi morto a tiros devido desentendimento com Nilson sobre questões relacionadas ao mercado, que é um dos mais frequentados da capital.

Como o mercado deve passar por reformas, alguns feirantes vão sair da área interna para barracas montadas em frente à sede. Por este motivo, uma discussão entre ambos começou na quarta-feira. Na manhã desta quinta, a Polícia Militar informou que testemunhas disseram que Nilson se aproximou de Dimas e disparou cinco vezes, sendo que pelo menos três atingiram a vítima, que teve morte confirmada no local.

Ainda não há informações sobre o velório da vítima. Dimas Garcia Araújo que também era funcionário da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) de São Luís, deixa esposa e dos filhos.

Por meio de nota, a Prefeitura de São Luís lamentou a morte de Dimas Garcia e afirmou que está prestando toda a assistência necessária para a família da vítima, que trabalhou por 12 anos como funcionário municipal. Veja a nota na íntegra abaixo.

Nota de pesar da Prefeitura de São Luís:

“A Prefeitura de São Luís manifesta o mais profundo pesar pela morte de Dimas Garcia Araújo, funcionário da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), ocorrida na manhã desta quinta-feira (17). O servidor exercia o cargo de gerente do Mercado da Cohab.

A Prefeitura informa que aguarda a apuração do caso pela polícia e que está prestando toda a assistência necessária para a família do servidor, que exerceu relevante serviço nos seus 12 anos de atuação no Município. Dimas tinha 39 anos e deixa esposa e dois filhos.” (G1MA). 

Os Municípios recebem na próxima sexta-feira, 18 de outubro, mais um repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O montante a ser partilhado do segundo decêndio será de R$ 791,7 milhões, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). De acordo com a avaliação feita pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com base em dados divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), essa segunda transferência geralmente é a menor.

A diminuição também ocorreu no primeiro decêndio. Em valores brutos, ou seja, incluindo o Fundeb, o montante do segundo repasse será de R$ 989,7 milhões. Pela STN, o segundo decêndio de outubro de 2019, comparado com o mesmo decêndio do ano anterior, indica crescimento de 45,53% em termos nominais (valores sem considerar os efeitos da inflação). O acumulado do mês, em relação ao mesmo período do ano anterior, também indica aumento de 2,16%.

Quando o valor do repasse é deflacionado, levando em conta a inflação do período e comparado a mesma época do ano anterior, o percentual de crescimento chega a 42,07%. A soma dos dois primeiros decêndios de outubro mostra que o fundo está em queda de 0,27% dentro deste mês, em caso de comparação com o mesmo período de 2018 e levando em conta a inflação do período. Para base de cálculo do segundo decêndio, é considerado o período compreendido entre os dias 1º e 10 do mês corrente.

Municípios de pequeno porte
Do total repassado a todos os Municípios, os de coeficientes 0,6, que representam a maioria (2.459 ou 44,16% das cidades do país), devem partilhar o valor de R$ 196, 8 milhões do total. Isso representa 19,89% do que será transferido. A CNM explica que esses Municípios se diferem para cada Estado, uma vez que cada um deles tem valor da participação do Fundo. Um exemplo prático dessa distinção ocorre nos repasses dos Municípios de coeficiente 0,6 do Estado de Roraima que recebem valores diferenciados quando relacionados com os Municípios 0,6 do Rio Grande do Sul.

Acumulado e orientações
Ao levar em consideração os repasses de janeiro de 2019 até o segundo de outubro, a CNM calcula que o acumulado deste ano do FPM tem apresentado crescimento positivo de 8,79% em termos nominais (sem considerar os efeitos da inflação) em relação ao mesmo período de 2018. No caso de considerar o comportamento da inflação, a entidade aponta aumento de 4,82% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Conforme análise da série histórica do FPM, os repasses nos cinco primeiros meses do ano representa uma entrada elevada de recursos nas contas municipais. É importante que os gestores municipais mantenham cautela em suas gestões e fiquem atentos ao gerir os recursos. A Confederação ressalta que é preciso planejamento e reestruturação dos compromissos financeiros das prefeituras para que seja possível o fechamento das contas. Acesse aqui os valores por Estado e outras informações dos repasses por coeficientes. Nelas constam também os valores brutos do repasse do FPM e os seus respectivos descontos: os 20% do Fundeb, 15% da saúde e o 1% do Pasep. Da Agência CNM de Notícias.

Uma tentativa de homicídio na cidade de Alto Alegre do Maranhão. Fato ocorrido por volta das 13h30, desta quarta-feira (16), a margem da BR-316, bairro, Caxuxa, quando três pessoas que estavam em carro, tipo, Fiat, tentaram contra a vida de um representante comercial. Identificado como Aldevan de Sousa Costa, 32 anos.  As primeiras informações dão conta que o trio teria chegado até onde estaria o representante e após algumas conversas, uma das pessoas investiu contra o seu desafeto, que ainda se defendeu em luta corporal, mas, acabou sendo lesionado em uma das pernas e na mão direita. Mesmo ferido a suposta vítima ainda conseguiu tomar a faca do agressor.

IVAN E JERBSON

Como não conseguiram concretizar o intento, o trio bateu em retirada no sentido Bacabal. Imediatamente uma guarnição PM comandada pelo Sargento PM J.Costa saiu em perseguição e pediu apoio ao 15º BPM, através de uma patrulha comandada pelo Sargento PM Do vale, da cidade de Bacabal. Que após algumas incursões as guarnições PM conseguiram localizar o Fiat, usado pelo trio e fez a detenção de duas pessoas suspeitas no povoado São Sebastião dos Pretos, município de Bacabal. Os detidos foram Jerbson Lago Cantanhede, 20, e Ivan Lago da Luz, 23 anos.

Para a vítima a intenção do trio era colocá-lo dentro do carro e que provavelmente seria morto e desovado.

CARRO UTILIZADO

ARMA UTILIZADA

Após algumas indagações, Jerbson um dos detidos acabou por assumir a autoria da tentativa de homicídio e disse que já havia uma animosidade entre ele e o representante comercial pelo fato da não aprovação do seu cadastro junto a empresa que a vítima trabalha.

SUPOSTA VÍTIMA

Ainda segundo Jerbson, o representante estaria colocando empecilho para a aprovação do seu cadastro, uma vez que todas as outras pessoas, em curto espaço de tempo, em 24 horas, tinham o cadastro aprovado. Disse ainda que até chegou a ter o cadastro aprovado, mas, que foi imediatamente, desaprovado, o que gerou a ira no suspeito, que convenceu mais duas pessoas para irem resolver o problema a sua maneira.

O terceiro envolvido não foi localizada pela polícia militar.

Mais detalhes com o âncora Romário Alves, programa Bandeira 2 (TV Difusora/Bacabal), de segunda a sexta-feira, às 06h45. 

ÂNCORA ROMÁRIO ALVES

O corpo de uma mulher, já em avançado estado de decomposição, foi localizado na manhã desta quarta-feira (16) na zona rural de Lagoa Grande do Maranhão, que fica a cerca de 370 km de São Luís.

Com uma perfuração, supostamente provocada por faca, o corpo de Emília da Silva Novaes, de 21 anos, estava  em uma vala, nas proximidades da cidade, em uma estrada abandonada que liga o povoado Lagoa Nova à Sede do município. Populares que faziam colheita na região  avistaram o corpo e acionaram a polícia.

De acordo com informações de familiares que reconheceram o corpo, Emília estava desaparecida desde o último domingo (13), quando saiu de casa, do povoado Lagoa Nova, com destino a uma igreja na cidade.

No momento em que o delegado Rodson Almeida colhia informações das pessoas que encontraram o corpo, o companheiro da vítima, Isael Pereira Moraes, conhecido como Pirrita, de 30 anos, chegou a Delegacia em busca de informações sobre o achado do corpo, demonstrando atitudes suspeitas. Isael foi abordado e indagado pelo delegado, e, ao ser revistado, a polícia encontrou com ele uma faca, e balas (pastilhas) semelhantes às que foram encontradas próximas ao corpo.

Isael, que já havia ameaçado a esposa, recebeu voz de prisão, por ser o principal suspeito do crime. Ele permanecerá preso na Delegacia de Lagoa Grande até a conclusão do inquérito, depois serão tomadas as medidas cabíveis.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado. Peritos já estão em Lagoa Grande, para a realização do exame cadavérico. (Informações: Fernando Ramos).

Mais detalhes com o âncora Romário Alves, programa Bandeira 2 (TV Difusora/Bacabal), de segunda a sexta-feira, às 06h45. (Informações: Fernando Ramos).

Quiba a raposa humana promete novo ataque. Em um vídeo que está circulando na grande rede, Leonardo, o “Quiba”, admitiu que realmente furtou a galinha de “Seu Antonio”. A vítima compareceu no último dia (8) a delegacia Regional de Polícia Civil de Bacabal e registrou uma ocorrência contra ‘Quiba” que teria furtado em abril deste ano o seu galo de estimação. Na oportunidade ficou sabendo da estripulia de “Quiba” quando  estava no trabalho de roço no povoado Bom Principio.

No vídeo a raposa humana disse que furtou o galo de estimação de seu Antonio pelo fato deste o ter desafiando, dizendo: “aquele que roubar uma galinha minha eu mato no meio da rua”. “Quiba” respondeu; “pois tu vai me matar, porque eu vou furtar o teu capão, vou furar a tua cerca e ainda deixar uma calcinha pendurada pra ti ficar olhando”. Para cada galinha que carrega, “Quiba” dança uma coreografia diferente.

Assim “Quiba” fez. Aproveitou uma chuva e levou o capão do seu Antonio. Quando o encontrou disse: “eu não falei que iria carregar o teu capão. Oh, capão gostoso”.

Mesmo tendo perdido o seu capão de estimação, seu Antonio não se intimidou e disse que vai continuar com suas crias.

Detalhe: “Quiba” já está sabendo da nova safra de seu Antonio, com novas galinhas e capões e disparou: “até quinta-feira, amanhã (17), vai fazer outro raspa no quintal do seu Antonio. Abra o olho seu Antonio a raposa humana voltou.

Mais detalhes com o âncora Romário Alves, programa Bandeira 2 (TV Difusora/Bacabal), de segunda a sexta-feira, às 06h45.

Saiba o que é preciso fazer e quais os documentos levar para realizar o saque do FGTS em caso de demissão sem justa causa

O saque do benefício do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) tem movimentado com frequência a vida de muitos brasileiros desde o mês de setembro quando os saques de R$ 500,00 começaram a ser realizados em agências da Caixa Econômica Federal.

Uma outra modalidade bem comum também para o saque do benefício, é quando o trabalhador é demitido de uma empresa sem justa causa. Nesse caso, a pessoa tem direito a retirar todo o valor depositado no Fundo de Garantia.

Leia também:

Como sacar o FGTS em caso de demissão sem justa causa?

Primeiramente, o trabalhador precisa reunir a documentação necessária e apresentá-la em uma agência da Caixa Econômica. Em resumo, o essencial é levar a carteira de trabalho e o respectivo registro da baixa do contrato.

Confira a lista completa de documentos, de acordo com o site do banco.

  • Documento de identificação pessoal;
  • Número do PIS ou PASEP ou NIS ou NIT;
  • Carteira de Trabalho original e cópia das páginas (folha de rosto/verso e da página do contrato de trabalho);
  • Termo de audiência e conciliação da Justiça do Trabalho, homologado pelo juízo do processo, que reconheça a dispensa sem justa causa, quando esta resultar de acordo ou conciliação em reclamação trabalhista, quando se tratar de ação trabalhista;
  • Termo de conciliação emitido pela Comissão de Conciliação Prévia, quando a rescisão ocorrer por Termo de conciliação;
  • Sentença do Juízo Arbitral, quando a rescisão for estabelecida por meio de Sentença do Juízo Arbitral;
  • Atas das assembleias geral ou do Conselho de Administração que deliberaram pela nomeação, eventuais reconduções, término do mandato ou pela exoneração do diretor não empregado, registradas no Cartório de Registro de Títulos e Documentos ou na Junta Comercial, ou de suas publicações em DO ou em jornal de grande circulação, ou ato próprio da autoridade competente publicado em DO, quando se tratar de diretor não empregado.

Onde sacar?

Os saques do FGTS de R$ 1.500,00 a R$ 3.000 podem ser feitos nas unidades lotéricas, nos Correspondentes Caixa Aqui, nos postos de atendimento eletrônico e nas salas de autoatendimento para trabalhadores que possuem cartão do cidadão e senha, além de documento oficial com foto.

Nas demais situações o saque dos recurso só pode ser realizado em caixas localizados dentro das agência da Caixa.​

Também é possível informar o número de alguma conta-corrente ou poupança para que a Caixa transfira o valor automaticamente.

FGTS

Todo trabalhador brasileiro com contrato de trabalho formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Além disso, trabalhadores domésticos, rurais, temporários, intermitentes, avulsos, safreiros e atletas profissionais também têm direito. (O Imparcial).

1 2 3 4 346