Por John Cutrim – O CLP (Centro de Liderança Pública) promoveu nesta quinta-feira, 19/11, um webinar que vai apresentar os resultados da primeira edição do Ranking de Competitividades dos Municípios 2020. O levantamento tem o objetivo de mostrar como a competição no setor público é um elemento fundamental à promoção da justiça, equidade e desenvolvimento econômico e social dos municípios para garantir serviços públicos de mais qualidade à população.

Realizado em parceria com a Gove Digital e o Sebrae, o evento será transmitido pelas redes sociais da TV Estadão e da TV Cultura e vai contar com a participação do fundador do CLP, Luiz Felipe d’Avila; do secretário do Tesouro, Bruno Funchal; do deputado Geninho Giuliani (DEM-SP); entre outros convidados. A mediação dos debates será comandada pela jornalista e apresentadora Renata Simões. Assista neste link: https://rankingdosmunicipios.clp.org.br

Nesta primeira edição do Ranking de Competitividade dos Municípios, foram avaliados os municípios brasileiros com população superior a 80.000 habitantes pela estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019. Neste cenário, 405 cidades compõem o levantamento, correspondendo a 59,45% da população brasileira (124,94 milhões de habitantes).

Região Nordeste

O município mais bem colocado do Nordeste é João Pessoa (PB), na 70ª colocação, seguido por Recife (PE), na 100ª posição. Na sequência, aparecem duas cidades do Ceará e uma do Piauí: Sobral, Fortaleza e Teresina, nas 121ª, 153ª e 182ª colocações, respectivamente. Entretanto, o estado do Maranhão conta com quatro dos cinco piores municípios da região: Barra da Corda (390ª), Santa Inês (391ª ), Bacabal (394ª) e Pinheiro (396ª). A cidade de Simões Filho, na Bahia, completa a lista na 393ª posição.

Confira aqui a posição geral de todos os 405 municípios.

Segundo a dona do pit bull, a agressão ocorreu durante uma caminhada com o cachorro, quando ele estava brincando com o poodle do vizinho.

Um homem foi preso depois de esfaquear um cachorro da raça pit bull no município de Bacabal, a 195 km de São Luís. O crime é investigado como maus-tratos.

Segundo a dona do pit bull, a agressão ocorreu durante uma caminhada com o cachorro, quando ele estava brincando com o poodle do vizinho. Ela diz que o dono do poodle fez ameaças afirmando que mataria o pit bull, caso o poodle se ferisse no contato entre eles.

O dono do poodle entrou em casa, pegou um facão, agrediu o cão com golpes e perfurou o pit bull no peito. A polícia atendeu a ocorrência entre os vizinhos e o homem foi encaminhado para o presídio de Bacabal.

Maus-tratos contra animais

Em setembro foi sancionada a Lei 1.095/2019, que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. A legislação abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, incluindo, aí, cães e gatos, que acabam sendo os animais domésticos mais comuns e as principais vítimas desse tipo de crime. A nova lei cria um item específico para esses animais.

A prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda. Atualmente, o crime de maus-tratos a animais consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e a pena previa de três meses a um ano de reclusão, além de multa. (G1MA).

O Colégio Militar Tiradentes III da cidade de Bacabal – MA, abre o processo seletivo para o ano de 2021.  As inscrições compreendem os seguintes períodos: 01 a 04 e de 07 a 11 de dezembro 2020 e podem ser feitas nos seguintes horários: das 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:00 horas na sede do CMT III, localizado a rua Frederico Leda, 1955.

Confira mais informações:

VEJA O EDITAL COMPLETO CLICANDO AQUI

 

 

“Te aquieta João, te aquieta João, te aquieta João”. Esse foi a frase mais dita ao ex-senador João Alberto de Sousa (MDB), quando anunciou o desejo de ser vereador em Bacabal. Muito espirituoso e decidido Dom João não deu ouvidos e optou mesmo por encerrar a sua carreira política com vereador na sua Bacabal. João Alberto galgou todos os cargos possíveis e imagináveis da vida pública, deputado estadual, deputado federal, vice-governador, governador, senador e prefeito de Bacabal, um homem  realizado ou quase realizado politicamente. É inegável o amor e carinho que João Alberto tem por Bacabal, isto ninguém pode negar. É fato. Mesmo sendo oriundo de São Vicente Ferrer adotou e foi adotado por Bacabal. Dr. João não precisava mostrar mais nada a ninguém.

João Alberto foi deputado estadual pelo Maranhão no período de 1971-1975 ;  Deputado federal pelo Maranhão, nos períodos de 1979-1987 e 1995-1999; foi prefeito de Bacabal no primeiro semestre de 1989, sendo substituído pelo vice Jurandir Ferro do Lago (Im Memorian); duas vezes vice-governador nos períodos de 1987-1990 e 2009-2011; foi governador do Estado do Maranhão no período entre  1990-1991 e finalmente Senador da República  nos períodos 1999-2007 e 2011-2019.

Pertenceu aos seguintes partidos: ARENA (1970-1979); PDS (1980-1985); PFL (1985-1994) e MDB (1994-presente). Um político conhecido nacionalmente.

Mais o que teria levado a derrota do Dr. João Alberto ao cargo de vereador de Bacabal?

Vários fatores, senão vejamos: o enfraquecimento  a exaustão do seu grupo político liderado pelo ex-presidente José Sarney e Roseana Sarney; o fim do seu mandato como senador da República; as mudanças no perfil dos eleitores. Os eleitores fiéis do senador pertenciam a velha guarda da política estadual e local, onde a maioria já morreram e os descendentes tomaram outros rumos. O fim das práticas dos votos carretilha, curral eleitoral e voto de cabresto. O avanço da tecnologia e o principal.  a onda do “já ganhou”.

Mesmo antes da derrota ao cargo de vereador em Bacabal, João Alberto já dava sinais de cansaço político. Perdeu todas as eleições municipais com os seus candidatos contra o ex-prefeito José Vieira Lins. Foi derrotado em 1996, quando apresentou Jura Filho com candidato a prefeito. Derrotado em 2000, quando foi a vez de dona Taugi Lago perder e novamente em 2004, desta vez com Serafim Reis disputando o cargo executivo de Bacabal e por último em 2016 quando Zé Vieira venceu o deputado estadual Roberto Costa.

Em um áudio gravado pelo ex-senador é possível sentir na voz e nas palavras a decepção por sua não eleição. Em tom de despedida da vida pública, Dr. João Alberto disse não culpar ninguém, mas, queria ter sido validado como vereador para continuar tendo voz ativa e assim, angariar recursos  para Bacabal.

Um dos pontos que pode ter influenciado para a sua não eleição foi muito bem frisado pelo político que foi a onda da deposição judicial do prefeito Edvan Brandão do cargo para como possível presidente da câmara assumir a prefeitura, versão veementemente descartada pelo ex-senador, isso tudo acrescido de uma assessoria que não atentou para a onda: “o senhor já tá eleito”, “pode ficar despreocupado”, “vai ser o mais votado”, “vai ter voto que gente besta não conta”, “pode deitar e dormir despreocupado”, “uma vaga já é sua”, e o pior foi que o experiente político por algum motivo embarcou na onda.

No fundo, Dr. João merecia sim, encerrar a sua carreira como sempre sonhou: vereador na cidade de Bacabal, mas, infelizmente as urnas disseram não, o que não diminuiu em nada a sua importância e o respeito que Bacabal sempre terá pelo Carcará, João Alberto de Souza.

ESCUTE:

Dados sobre o perfil do eleitorado maranhense e de candidatos eleitos apresenta disparidade no estado.

Um panorama das estatísticas sobre eleitores e postulantes nas eleições 2020 no Maranhão mostra que o perfil do eleitorado e dos candidatos eleitos possui uma grande disparidade em relação a gênero e raça. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo o IBGE, no Maranhão, 50,4% do eleitorado é composto por mulheres, e os outros 49,6% são homens. De acordo com o TSE, apenas 21,6% dos prefeitos eleitos no primeiro turno das eleições no estado deste ano são mulheres. Isso significa que, a cada 10 prefeitos eleitos, apenas dois foram do sexo feminino.

Quando comparada a cor da população maranhense com a cor dos prefeitos eleitos no Estado, verifica-se uma disparidade: 76,5% dos eleitores do Maranhão são pretos ou pardos, mas o percentual de prefeitos declarados pretos/pardos ficou abaixo: 57,6%.

O eleitorado branco maranhense é de 21,9%, enquanto o percentual de prefeitos brancos eleitos é de 41,9%. Em todo o país, pouco mais de 32% dos prefeitos eleitos em primeiro turno nas eleições 2020 são negros, categoria que engloba pretos e pardos.

É uma proporção ainda distante dos 56% que esse grupo representa na população brasileira, mas é um avanço: nas eleições municipais de 2016, os prefeitos negros somaram 29,2%. (G1MA).

Em atualização

Acontece neste momento um assalto a agencia do Banco do Brasil da cidade de Codó – MA. As primeiras informações dão conta que o assalto na modalidade “sapatinho” teria começado às 07 horas da manhã e que o gerente da agencia estaria com um cinturão de dinamite preso ao corpo, bem como outros funcionários.

A cidade parou. O comércio está parcialmente fechado. A polícia militar cerca o prédio. O helicóptero do Centro Tático Aéreo sobrevoa a área. O reforço policial continua chegando de várias cidades circunvizinhas e possivelmente já estaria acontecendo um diálogo via celular entre os assaltantes e a polícia.

A qualquer momento mais informações.

Todos os detalhes com Romário Alves, de segunda a sexta-feira, a partir das 06h45, na Tv Difusora, canal 2, dentro do programa Bandeira 2.

blankO blog o trás agora os 216 prefeitos eleitos nas cidades do Maranhão. Somente em São Luís a eleição terá segundo turno. Foram eleitos os seguintes prefeitos:

  1. Açailândia: Aluísio (Republicanos) 43,16%
  2. Afonso Cunha: Arquimedes Barcelar (PDT) 47,67%
  3. Água Doce do Maranhão: Thalita Dias (MDB) 53,22%
  4. Alcântara: Padre William (PL) 60,29%
  5. Aldeias Altas: Kedson (PL) 52,73%
  6. Altamira do Maranhão: Ileilda do Queijo (PDT) 39,63%
  7. Alto Alegre do Maranhão: Nilsilene do Liorne (PL) 55,13%
  8. Alto Alegre do Pindaré: Fufuca (PP) 61,58%
  9. Alto Parnaíba: Itamar Vieira (PDT) 49,34%
  10. Amapá do Maranhão: Nelene Lopes (PDT) 36,84%
  11. Amarante do Maranhão: Vanderly do Comércio (Patriota) 51,02%
  12. Anajatuba: Helder Aragão (MDB) 58,96%
  13. Anapurus: Professora Vanderly (PCdoB) 57,65%
  14. Apicum- Açu: Zequinha Ribeiro (PSC) 49,48%
  15. Araguanã: Flávio Amorim (PL) 60,32%
  16. Araioses: Luciana Trinta (PCdoB) 32,37%
  17. Arame: Pedro Fernandes (PTB) 41,56%
  18. Arari: Rui Filho (PTB) 52,50%
  19. Axixá: Sônia Campos (PDT) 44,50%
  20. Bacabal: Edvan Brandão (PDT) 55,02%
  21. Bacabeira: Fernanda Gonçalo (PMN) 57,29%
  22. Bacuri: Dr. Washington (PSC) 42,25%
  23. Bacurituba: Letícia de Siba (PSD) 40,34%
  24. Balsas: Dr. Erik (PDT) 83,97%
  25. Barão de Grajaú: Claudimê (PSD) 50,54%
  26. Barra do Corda: Rigo Teles (PL) 56,20%
  27. Barreirinhas: Dr. Amílcar (PCdoB) 59,18%
  28. Belágua: Herlon Costa (PSC) 61,40%
  29. Bela Vista do Maranhão: Augusto Filho (PL) 72,98%
  30. Benedito Leite: Ramom Barros (PCdoB) 51,96%
  31. Bequimão: João Martins (MDB) 50,71%
  32. Bernardo do Mearim: Junior Xavier (PDT) 73,78%
  33. Boa Vista do Gurupi: Dilcilene Oliveira (PL) 51,88%
  34. Bom Jardim: Cristiane Varão (PL) 33,41%
  35. Bom Jesus das Selvas: Fernando Coelho (PDT) 57,40%
  36. Bom Lugar: Marlene Miranda (PCdoB) 58,52%
  37. Brejo: Zé Farias (PDT) 60,10%
  38. Brejo de Areia: Chico Eduardo (DEM) 54,92%
  39. Buriti: Arnaldo Cardoso (PL) 48,02%
  40. Buriti Bravo: Luciana Leocadio (PCdoB) 54,74%
  41. Buriticupu: João Carlos (Patriotas) 29,59%
  42. Buritirana: Tony Brandão (PDT) 61,34%
  43. Cachoeira Grande: Cesar Castro (PL) 68,81%
  44. Cajapió: Dr. Marcone (DEM) 52,42%
  45. Cajari: Dr. Maria Félix (PDT) 46,57%
  46. Campestre do Maranhão: Fernando Bermuda (PSB) 41,34%
  47. Cândido Mendes: Facinho (PL) 48,49%
  48. Cantanhede: Zé Martinho(PDT) 56,39%
  49. Capinzal do Norte: André Portela (PCdoB) 62,26%
  50. Carolina: Dr. Erivelto (PL) 51,16%
  51. Carutapera: Dr. Airton (Sociedade) 43,96%
  52. Caxias: Fábio Gentil (Republicanos) 78,17%
  53. Cedral: Fernando Cuba (Republicanos) 44,93%
  54. Central do Maranhão: Fechinha (Republicanos) 47,64%
  55. Centro do Guilherme: Zé de Dário (PL) 84,52%
  56. Centro Novo do Maranhão: Júnior Garimpeiro (PP)45,76%
  57. Chapadinha: Belezinha (PL) 41,26%
  58. Cidelândia: Fernando Texeira (PP) 62,03%
  59. Codó:  Dr. Zé Francisco (PSD) 52,80%
  60. Coelho Neto: Bruno Silva (PP) 58,52%
  61. Colinas: Valmira Miranda (Republicanos) 55,59%
  62. Conceição do Lago Açu: Alexandre Lapevel (PL) 50,26%
  63. Coroatá: Luis da Amovelar Filho (PT) 43,35%
  64. Cururupu: Aldo Lopes (PSB) 48,89%
  65. Davinópolis: Raimundo Coquinho (Avante) 32,33%
  66. Dom Pedro: Galego Mota (Solidariedade) 56,10%
  67. Duque Bacelar: Flávio Furtado (PDT) 64,69%
  68. Esperantinópolis: Aluisinho (PTB) 59,05%
  69. Estreito: Léo Cunha (PL) 34,68%
  70. Feira Nova do Maranhão: Luiza Coutinho (PSD) 53,63%
  71. Fernando Falcão: Raimunda do Josemar (PDT) 53,88%
  72. Formosa da Serra Negra: Cirineu Costa (PL) 50,08%
  73. Fortaleza dos Nogueiras :Natazinho (PP) 63,78%
  74. Fortuna: Sebastião (PTB) 60,46%
  75. Godofredo Viana: Sissi Viana (Republicanos) 56,25%
  76. Gonçalves Dias: Toinho Patioba (DEM) 52,84%
  77. Governador Archer: Professora Leide ( PDT) 53,91%
  78. Governador Edison Lobão: Professor Geraldo Braga (PCdoB) 46,22%
  79. Governador Eugênio Barros: Chiquinho do Banco (PDT) 41,47%
  80. Governador Luiz Rocha: Zezão (PSDB) 37,85%
  81. Governardor Newton Belo:  Roberto do Posto (PL) 57,58%
  82. Governador Nunes Freire: Josimar da Serraria (PSB) 57,97%
  83. Graça Aranha: Bira (PDT) 53,80%
  84. Grajaú: Mercial Arruda (MDB) 50,18%
  85. Guimarães: Osvaldo Gomes (PDT) 47,52%
  86. Humberto de Campos: Luis Fernando (DEM) 45,76%
  87. Icatu : Walace (Republicanos) 39,90%
  88. Igarapé do Meio: Almeida (PL) 62,04%
  89. Igarapé Grande: Erlanio Xavier (PDT) 84,44%
  90. Imperatriz: Assis (DEM) 26,04%
  91. Itaipava do Grajaú: Júnior do Posto (PDT) 50,33%
  92. Itapecuru Mirim: Coroba (PSB) 50,07%
  93. Itinga do Maranhão: Lucio (PSDB) 34,43%
  94. Jatobá: Robertinho (PTB) 51,97%
  95. Jenipapo dos Vieiras: Arnobio do Carro Velho (PDT) 53,15%
  96. João Lisboa: Vilson Soares (PDT) 49,14%
  97. Joselândia: Raimundo Zuca (PDT) 54,80%
  98. Junco do Maranhão: Antonio Filho (PCdoB) 56,07%
  99. Lagoa do Mato: Dr. Alex Duarte (PP) 60,39%
  100. Lagoa Grande do Maranhão: Neres Policarpo (MDB) 54,56%
  101. Lago da Pedra: Maura Jorge (PSDB) 52,19%
  102. Lago do Junco: Edina Fontes (PDT) 56,93%
  103. Lago dos Rodrigues: Valdemar da Serraria (DEM) 67,09%
  104. Lago Verde: Alex Almeida (PP) 42,46%
  105. Lajeado Novo: Ana Léa (PDT) 47,23%
  106. Lima Campos: Dirce do Jailson (PDT) 65,78%
  107. Loreto: Germano Coelho (Republicanos) 49,29%
  108. Luís Domingues: Gilberto Braga (PSDB) 60,38%
  109. Magalhães de Almeida: Nonato Carvalho (MDB) 49,62%
  110. Maraçumé: Tio Gal (PL) 52,29%
  111. Marajá do Sena: Lindomar Araujo (DEM) 52,43%
  112. Maranhãozinho: Deusinha (PL) 77,97%
  113. Mata Roma: Besaliel (PDT) 49,98%
  114. Matinha: Linielda de Eldo (PCdoB) 52,50%
  115. Matões: Fernandinho Coutinho (DEM) 52,42%
  116. Matões do Norte: Solimar (PDT) 41,44%
  117. Milagres do Maranhão: José Augusto (Republicanos) 51,37%
  118. Mirador: Domingas Cabral (Republicanos) 57,87%
  119. Miranda do Norte: Angélica (PL) 52,63%
  120. Mirinzal: Amaury (PP) 48,21%
  121. Monção: Claudia Silva (PL) 52,28%
  122. Montes Altos: Domingos França (PTB) 56,65%
  123. Morros: Paraiba (PL) 56,74%
  124. Nina Rodrigues: Rodrigues da Iara (PDT) 75,17%
  125. Nova Colinas: Josa (PCdoB) 61,17%
  126. Nova Iorque: Daniel Castro (PL) 52,13%
  127. Nova Olinda do Maranhão: Iracy Weba (PP) 57,91%
  128. Olho d’água das Cunhãs: Glauber Azevedo (PCdoB) 52,98%
  129. Olinda Nova do Maranhão: Conceição (PDT) 60,06%
  130. Paço do Lumiar: Paula (PCdoB) 46,85%
  131. Palmeirândia: Edilson da Alvorada (Republicanos) 57,27%
  132. Paraibano: Vanessa Furtado (PTB) 54,42%
  133. Parnarama: Raimundo Silveira (PROS) 52,80%
  134. Passagem Franca: Marlon Torres (PTB) 51,43%
  135. Pastos Bons: Enoque Mota ( PTB) 51,52%
  136. Paulino Neves: Raimundinho Lidio ( Republicanos) 50,02%
  137. Paulo Ramos: Adailson Machado (PP) 50,61%
  138. Pedreiras: Vanessa Maia (Solidariedade) 36,63%
  139. Pedro do Rosário: Toca Serra (PCdoB) 53,53%
  140. Penalva: Ronildo Campos (PP)  55,10%
  141. Peri Mirim: Heliezer do Povo (PCdoB) 68,69%
  142. Peritoró: Dr. Júnior (PP) 60,72%
  143. Pindaré-Mirim: Alexandre Colares (Republicanos) 67,94%
  144. Pinheiro: Luciano Genésio (PP) 56,81%
  145. Pio XII: Aurelio da Farmácia (PL) 37,58%
  146. Pirapemas: Fernando Cutrim (Republicanos) 51,21%
  147. Poção de Pedras: Francisco Pinheiro (PDT) 51,20%
  148. Porto Franco: Deoclides Macedo (PDT) 58,96%
  149. Porto Rico do Maranhão: Aldo Brown (PL) 42,54%
  150. Presidente Dutra: Raimundinho da Audiolar (Republicanos) 66,68%
  151. Presidente Juscelino: Dr. Pedro Paulo (PL) 69,96%
  152. Presidente Médici: Dr. Caçula Coelho(Republicanos) 50,78%
  153. Presidente Sarney: Valéria (PCdoB) 43,78%
  154. Presidente Vargas: Fabiana (PDT) 55,47%
  155. Primeira Cruz: Nilson do Cassó ( Republicanos) 54,18%
  156. Raposa: Eudes Barros (PL) 42,92%
  157. Riachão: Ruggero Felipe (Patriota) 45,88%
  158. Ribamar Fiquene: Cociflan (PDT) 47,74%
  159. Rosário: Calvet Filho (PSC) 51,86%
  160. Sambaíba: Fátima Dantas (PP) 54,60%
  161. Santa Filomena do Maranhão: Salomão (PP) 50,75%
  162. Santa Helena: Zezildo Almeida (PTB) 47,00%
  163. Santa Inês: Felipe dos Pneus (Republicanos) 50,48%
  164. Santa Luzia: França do Macaquinho (PP) 60,17%
  165. Santa Luzia do Paruá: Vilson Ferraz (PL) 53,64%
  166. Santana do Maranhão: Marcio Santiago (PL) 56,12%
  167. Santa Quitéria do Maranhão: Samia Moreira (MDB) 52,78%
  168. Santa Rita: Dr. Hilton (PMN) 56,32%
  169. Santo Amaro do Maranhão: Leandro Moura (PCdoB) 57,77%
  170. Santo Antônio dos Lopes: Bigu de Oliveira (PDT) 68,68%
  171. São Benedito do Rio Preto: Wallas Rocha (PSC) 50,65%
  172. São Bento: Dinho Penha (PL) 55,62%
  173. São Bernardo: João Igor (PDT) 57,31%
  174. São Domingos do Azeitão: Júnior do Posto (Republicanos) 55,28%
  175. São Domingos do Maranhão: Kleber Tratorzão (PP) 45,34%
  176. São Félix de Balsas: Márcio Pontes (PCdoB) 57,15%
  177. São Francisco do Brejão: Ronei Almeida (PSL) 57,65%
  178. São Francisco do Maranhão: Adelbarto (PCdoB) 74,93%
  179. São João Batista: Mecinho (PSC) 46,16%
  180. São João do Carú: Peteca (Republicanos ) 64,88%
  181. São João do Paraíso: Beto Regis (PCdoB) 48,16%
  182. São João do Sóter: Josa (Republicanos) 58,21%
  183. São João dos Patos: Dr. Alexandre (PTB) 67,69%
  184. São José de Ribamar: Dr. Julinho (PL) 36,23%
  185. São José dos Basílios: Farinha Paé ( Republicanos ) 50,41%
  186. São Luis: 2 ° turno (Braide e Duarte )
  187. São Luis Gonzaga do Maranhão: Dr. Júnior (PDT) 51,21%
  188. São Mateus do Maranhão: Ivo Rezende (PSB) 53,24%
  189. São Pedro da Água Branca: Marilia Gonçalves (PTB) 33,49%
  190. São Pedro dos Crentes: Dr. Lahesio Bonfim (PSL) 90,11%
  191. São Raimundo das Mangabeiras: Accioly Cardoso (PSD) 55,20%
  192. São Raimundo do Doca Bezerra: Seilton Miranda (PDT) 56,40%
  193. São Roberto: Danielly Trabulsi (PTB) 48,27%
  194. São Vicente de Ferrer: Adriano Freitas (DEM) 42,37%
  195. Satubinha: Santos Franklin (PL) 56,05%
  196. Senador Alexandre Costa: Dr. Orlando (PCdoB) 56,65%
  197. Senador La Rocque: Professor Bartolomeu (Republicanos ) 52,68%
  198. Serrano do Maranhão: Val Cunha (PL)  69,38%
  199. Sítio Novo: Antonio Coelho (PDT) 62,20%
  200. Sucupira do Norte: Marcony ( Cidadania ) 53,64%
  201. Sucupira do Riachão: Walter Azevedo (DEM) 55,70%
  202. Tasso Fragoso: Dr. Roberth (Republicanos ) 53,14%
  203. Timbiras: Dr. Antonio Borba (Patriota) 50,66%
  204. Timon: Dinair Veloso (PSB) 40,23%
  205. Trizidela do Vale: Dr. Deibson Bale (PDT) 64,42%
  206. Tufilândia: Vilde (PL) 62,70%
  207. Tuntum: Fernando Pessoa (Solidariedade) 55,14%
  208. Turiaçu: Edesio Cavalcanti (Republicanos) 54,96%
  209. Turilândia: Paulo Curió (PTB) 62,22%
  210. Tutóia: Diringa (PDT) 47,19%
  211. Urbano Santos: Professor Clemilton (PSC) 57,85%
  212. Vargem Grande: Carlinhos Barros O CB (PCdoB)
  213. Viana: Carrinho (PL) 56,10%
  214. Vila Nova dos Martírios: Jorge Vieira (PL) 54,30%
  215. Vitória do Mearim: Nato da Nordestina (PL) 44,28%
  216. Vitorino Freire: Luanna (DEM) 59,48%
  217. Zé Doca: Josinha Cunha (PL) 72,22%
Fonte: Domingos Costa.

Em Bacabal, as urnas deixaram um recado claro: a oposição terá que se reinventar, tratar a política como coisa séria para não ter que passar outra vergonha como a da eleição desse ano em que Edvan Brandão, atual prefeito, venceu Expedito Jr  com uma ampla diferença de votos, algo que as pesquisas já indicavam desde da largada da campanha.

Em todo esse tempo a Vitória de Edvan nunca esteve ameaçada, nem mesmo  quando da união de Expedito Jr com Coronel Egídio, até então pré-candidato a prefeito e brigando pela segunda colocação.

Para quem chegou a acreditar que o resultado fosse ser diferente, basta esfriar a cabeça e fazer uma análise de todo o processo, da eleição suplementar, em 2018, até hoje, período em que surgiu Simplício Araújo, investido no cargo de secretário de estado rachando a oposição ao meio com ofertas de cargos na pasta que comanda e valores vultosos em troca da imposição da candidatura do seu adjunto.

De cara, pelo menos um ex-prefeito e três vereadores sucumbiram à tentação, outras tantas lideranças comunitárias também.

César Brito que havia endurecido o páreo contra o próprio Edvan, na eleição anterior, se viu obrigado a recuar, o mesmo fez o deputado estadual Carlinhos Florêncio e seu filho, o ex-vice-prefeito e ex-vereador Florêncio Neto. Com o caminho livre, Simplício Araújo continuou atropelando quem surgia pela frente, na base do “eu quero, posso e mando”.

O resultado desse projeto ambicioso de conquistar a prefeitura a qualquer custo para usá-la como trampolim em 2022 fracassou e impôs à oposição mais uma derrota, essa, porém, vexatória, a maior de toda a história política de Bacabal.

Foram 7.805 votos de diferença.

Como o blog chegou a dizer, Expedito Jr há tempos admitia a derrota, tanto é que desistiu do comício de encerramento e optou em disseminar fake news na internet com resultado de pesquisa e blefar produzindo santinhos com foto de Edvan e o número 77.

Expedito Jr e Simplício Araújo saíram derrotados e desacreditados, o povo bacabalense certamente não se esquecerá da fábrica de cerveja e do hospital de campanha americano, duas  promessas feitas para tentar tirar vantagem eleitoral, duas grandes falácias.  (Por Sergio Matias).

1 2 3 4 441